Marketing médico: Dicas e estratégias valiosas para sua clínica médica

Marketing médico: Dicas e estratégias valiosas para sua clínica médica

Investir em marketing médico é uma excelente estratégia para ganhar notoriedade e atrair mais pacientes para o seu consultório, clínica ou hospital.

Isso porque, como em qualquer mercado, o marketing bem feito ajuda empresas a se conectarem com seu público-alvo, encontrando aí diferenciais frente à concorrência.

Mas quando o assunto são estabelecimentos de saúde, é preciso redobrar a atenção antes de executar alguma ação.

As preocupações se direcionam especialmente para questões de ordem ética, determinadas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Então, se você busca dicas para marketing médico, está no lugar certo.

Neste artigo, você vai conferir como definir uma estratégia eficaz, capaz de gerar resultados sem gerar implicações legais.

Ficou interessado? Então, não deixe de ler até o fim.

Marketing médico: o que é?

Marketing médico é um conjunto de práticas que visam a divulgação de qualquer atividade profissional relacionada ao médico.

Apesar de o termo fazer referência à medicina, o conceito tem sido empregado para a promoção de outros profissionais e estabelecimentos de saúde.

Anúncios em revistas e no Google são exemplos clássicos de publicidade no marketing médico, mas existem muitas outras estratégias possíveis.

É o caso de sites, publicações nas redes sociais e até entrevistas concedidas a veículos de imprensa.

Portanto, vale pensar no marketing médico como qualquer forma de exposição do profissional ou unidade de saúde.

Regulação e normas do marketing médico

A principal legislação que norteia as ações de divulgação na área da saúde é o Manual de Publicidade Médica, publicado pelo CFM.

O documento tem como base o Capítulo XIII do Código de Ética Médica, que trata do mesmo tema, vedando a divulgação de informações médicas de modo sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico.

Em outras palavras, a publicidade médica deve obedecer a princípios éticos e de orientação educativa.

Confira, a seguir, as principais restrições para ações de marketing médico:

Anunciar especialidades ou tratamentos para os quais não está habilitado

Participar da divulgação de produtos ligados à medicina

Permitir que seu nome apareça em propaganda enganosa

Utilizar a imagem de pacientes para divulgar técnicas ou resultados - por exemplo, fotos “antes e depois”

Usar entrevistas, comunicações ou artigos técnicos para autopromoção.

Por que é importante investir em marketing médico na sua clínica?

Atualmente, o marketing médico é uma das formas de divulgação mais eficazes para clínicas e consultórios.

É por meio dessa estratégia que estabelecimentos de saúde conseguem ser encontrados por novos pacientes, além de manter um relacionamento com os atuais e fidelizar os antigos.

Afinal, clínicas e consultórios médicos também são negócios e, como tal, precisam de clientes para ter sucesso e um crescimento sustentável.

Sem uma boa estratégia de marketing, pode ser muito difícil alcançar seu público-alvo, especialmente com o aumento na quantidade de médicos e serviços de saúde disponíveis.

Basta se colocar no lugar do paciente; que ferramenta você usa quando precisa fazer um exame ou encontrar um especialista?

Provavelmente, mecanismos de busca, a exemplo do Google.

Seguindo esse raciocínio, é, no mínimo, arriscado contar apenas com a indicação boca a boca e as revistas fornecidas por convênios.

Nos próximos tópicos, mostro como começar a fazer marketing médico e ter bons resultados, sem desrespeitar os princípios éticos.

Primeiros passos para o marketing médico

Antes de montar uma estratégia e começar a trabalhar o marketing médico, vale estudar o mercado para ter uma ideia dos primeiros passos na divulgação do seu negócio.

Em geral, clínicas e consultórios devem organizar sua imagem corporativa e saber com quem estão falando.

A partir dessas informações, fica mais simples definir metas e alcançar resultados com as ações de marketing.

Para tanto, considere dois esforços principais: a seleção do público-alvo e a criação de uma identidade visual.

Seleção do público alvo

Como o nome sugere, público-alvo é a parcela de pessoas que interessam para uma empresa, ou seja, aquelas com potencial para se tornarem clientes.

Saber quem são essas pessoas é fundamental para o sucesso de qualquer ação, campanha ou estratégia, pois é a base para definir linguagem, conteúdo, canais de distribuição e outros pontos chave para a comunicação do seu negócio.

A dica na hora de selecionar o público-alvo é levantar dados em uma pesquisa de mercado ou a partir de informações prévias.

Analisando os prontuários de pacientes, por exemplo, você pode extrair dados valiosos, como faixa etária, sexo, profissão e região onde moram.

Esse trabalho é facilitado quando são utilizadas ferramentas tecnológicas, como o prontuário eletrônico do paciente (PEP).

Criação da identidade visual e logomarca

A identidade visual pode ser definida como um conjunto de elementos gráficos que representam uma organização.

É através deles que sua clínica ou consultório será reconhecida pelos consumidores.

Esses elementos envolvem cores, tipografia, ícones e símbolos que serão aplicados a todos os materiais que possam divulgar a empresa.

A maneira como os elementos interagem deve expressar a ideia principal sobre o negócio.

Um exemplo está na escolha das cores utilizadas, que estão associadas a sensações e estímulos.

Companhias na área da saúde costumam preferir as cores verde e azul, e não é à toa.

Como explica este artigo sobre Psicodinâmica das cores em comunicação, de Ana Karina Miranda de Freitas, o verde está relacionado a bem-estar e saúde, enquanto o azul remete à verdade e serenidade.

Um dos itens mais importantes para criar uma identidade visual é o desenvolvimento da logomarca - uma representação gráfica do nome da empresa.

Aplicada a produtos promocionais, cartões de visita, documentos, placas e uniformes, a logomarca reforça o reconhecimento e a identificação junto aos pacientes novos e antigos.

Estratégias para marketing médico

Definido o público-alvo e a identidade visual, seu negócio está pronto para pensar em uma estratégia eficaz de marketing médico.

Mas, antes de escolher conteúdos e canais de divulgação, lembre-se de estabelecer objetivos e metas claras, de acordo com a necessidade atual.

Você precisa captar clientes? Fidelizar pacientes antigos? Expandir sua área de atuação?

Sem um propósito, não será possível avaliar o retorno das ações de marketing.

A próxima etapa é construir sua presença digital. Vamos começar?

Marketing digital

Uma pesquisa realizada pela HubSpot, uma das maiores empresas de marketing digital do mundo, mostrou que apenas 29% das pessoas quer saber mais sobre um produto com um vendedor.

Por outro lado, 62% delas fazem pesquisas do tipo usando sites de busca.

Já um estudo da plataforma Doctoralia mostrou, ainda, que 92% dos brasileiros fazem buscas na internet sobre saúde.

Assim, aqueles que têm sucesso nesse setor investem cada vez mais em marketing digital, buscando marcar presença e conquistar a confiança do público.

Dependendo da necessidade e do orçamento disponível, você pode contratar profissionais ou empresas para trabalhar suas ações de divulgação.

Abaixo, confira dicas para fazer um marketing médico certeiro no ambiente online.

Criação de site otimizado para o Google

O site é a casa da sua empresa na internet, onde os pacientes encontram dados sobre localização, serviços oferecidos, história da companhia e contatos, entre outros.

Só que existe uma infinidade de endereços virtuais hoje em dia e, por isso, é necessário alcançar destaque para atrair visitantes e clientes em potencial.

Para isso, aparecer gratuitamente na primeira página de mecanismos de busca é uma das formas mais eficazes de alcançar mais pessoas, concorda?

Então, considere utilizar um conjunto de técnicas que otimizam sites para um melhor ranqueamento no Google. É o chamado SEO (Search Engine Optimization).

São boas práticas de programação, design e conteúdo, como ter um site responsivo - que se adapta automaticamente a diferentes tamanhos de tela.

Criação de blog para publicação de artigos e conteúdos

O blog é um espaço usado para compartilhar artigos, notícias e outros conteúdos de qualidade e interesse do público.

Mas não é só isso.

Manter um blog atualizado e com conteúdos relevantes ajuda os robôs do Google a encontrar e mostrar seu site entre os resultados da busca orgânica - aquela que gera tráfego de forma espontânea, a partir de pesquisas dos usuários.

Esse costuma ser um dos primeiros passos na jornada de compra do cliente. Ou seja, você terá contato com pacientes em potencial.

Publicação em redes sociais

Há alguns tópicos, você leu sobre a seleção do público-alvo.

Essa definição dará suporte para escolher os melhores canais de comunicação, como as redes sociais nas quais o seu público está presente.

Facebook, Instagram e LinkedIn são algumas opções, cada uma com seu perfil de uso e preferências.

O LinkedIn, por exemplo, é reconhecido pelo caráter profissional, enquanto o Instagram foca nas imagens e vídeos curtos.

Após escolher as redes, use o conhecimento sobre seus pacientes para desenvolver conteúdos interessantes e que agreguem valor à sua clínica ou consultório.

Campanhas patrocinadas no Google e Redes sociais

Além do conteúdo orgânico, tanto Google como redes sociais permitem a veiculação de anúncios ou posts patrocinados.

A partir de um investimento relativamente baixo no Google Adwords, Facebook Ads e outras ferramentas, é possível atingir e/ou interagir com milhares de pessoas.

Portanto, considere mesclar posts, textos e anúncios para impulsionar suas campanhas e atingir as metas mais rapidamente.

Criar um perfil no Google Meu Negócio

Na própria busca orgânica, o Google mostra lugares de acordo com a palavra procurada, localizações e preferências dos usuários.

O buscador dá destaque para os locais que apresentem mais informações e avaliações.

Daí a importância de criar uma conta no Google Meu Negócio e preencher todos os campos disponíveis.

Você pode, ainda, incentivar os pacientes a deixarem sua opinião sobre os serviços da sua clínica ou consultório.

Co-marketing com parceiros

Suas ações de marketing médico podem ser vistas por mais pessoas e ganhar em credibilidade se contarem com o reforço de parceiros que tenham públicos de interesse para seu negócio.

Desde que fundamentada, a indicação de profissionais ou empresas, sejam elas de saúde ou não, ajuda a criar uma reputação sólida.

Vocês podem disparar e-mails marketing, trocar conteúdos e até realizar eventos online em conjunto, como webinários (espécie de seminário em vídeo).

E-mail marketing

Essa forma de comunicação serve para manter contato com os pacientes e informar sobre novos produtos ou serviços.

Também é útil na captação de leads - possíveis clientes, que mostraram interesse no seu serviço.

Um exemplo é o envio de newsletter (uma coletânea de informações e notícias sobre determinado setor) para pessoas que deixem seus dados cadastrais.

Com essas informações, sua empresa permanece em contato com o consumidor e, quando ele precisar de uma consulta, exame ou tratamento, é provável que se lembre da sua marca.

Marketing médico offline

O mundo está cada vez mais digital, é verdade.

No entanto, nem todas as pessoas passam a maior parte do dia conectados, o que exige uma estratégia mais abrangente para que elas também conheçam a sua marca.

É por isso que anúncios televisivos, em jornais, revistas, outdoors e panfletos fazem parte de um planejamento completo de marketing médico.

Tudo vai depender do estudo que fizer sobre as particularidades dos seus potenciais clientes, definindo onde eles estão e por quais canais podem ser acessados.

Avalie as opções para definir quais atingem, de fato, seu público-alvo.

Acompanhe os resultados do marketing médico

Você pode realizar grandes investimentos em marketing online e offline, mas eles só farão sentido se os resultados forem analisados.

Comentei, mais acima, que definir metas é essencial para o sucesso da sua estratégia.

São elas que vão servir de parâmetro para avaliar o que está, ou não, funcionando de forma satisfatória.

Então, procure estabelecer parâmetros claros e registrar cada feedback dos pacientes.

Como? As dicas a seguir vão ajudar.

Pesquisa de satisfação

Um questionário simples, que pode ser impresso ou disponibilizado em ferramentas como o Google Forms, é uma boa maneira de avaliar a eficácia do marketing na sua clínica ou consultório.

Pergunte aos pacientes como eles souberam dos serviços e que nota dão, por exemplo, para a comunicação da sua empresa.

Crescimento do número de pacientes

Determine um período, que pode ser de alguns meses, e compare o número de pacientes da sua companhia aos investimentos realizados em marketing.

Uma estratégia eficiente contribui para o crescimento de pessoas interessadas no seu serviço.

Medir o ROI (Retorno Sobre Investimento)

O ROI é uma das principais métricas usadas para avaliar o impacto de campanhas e estratégias de marketing.

Ele representa o retorno a partir das ações realizadas.

Na prática, o retorno para a unidade de saúde deve ser maior que o valor investido, resultando em lucro.

Sobre a Telemedicina Morsch

Além do marketing médico, atendimento e um portfólio completo são fundamentais para atrair pacientes.

E sua clínica ou consultório também podem firmar parcerias para melhorar nesses aspectos.

Uma oportunidade acessível para ampliar os serviços ofertados na sua empresa é a telemedicina, que permite a emissão de laudos médicos a distância.

Para isso, basta que exames em radiologia, pneumologia, cardiologia e neurologia sejam realizados com equipamentos digitais e compartilhados via plataforma de telemedicina.

Especialistas qualificados acessam a ferramenta de maneira segura, avaliam os dados dos testes e registram suas conclusões no laudo online.

Assim, seus pacientes ganham em comodidade, confiança e agilidade, já que os laudos são disponibilizados em poucos minutos ou até mesmo em tempo real em urgências, no caso da Telemedicina Morsch.

Nossa empresa disponibiliza toda a estrutura para treinamento, suporte em caso de dúvidas e, se necessário, aquisição de aparelhos digitais em comodato para estabelecimentos de todos os tamanhos.

Conclusão

Neste texto, falei sobre marketing médico, passando por dicas valiosas na hora de divulgar sua unidade de saúde.

Outro insight para conquistar e fidelizar pacientes é o uso de laudos médicos a distância, que proporcionam mais rapidez e aumento no portfólio da sua clínica.

Permita que a Telemedicina Morsch forneça o suporte para você e sua equipe, reduzindo custos sem deixar a qualidade de lado.

Acesse o site, entre em contato e solicite seu teste grátis da plataforma.

Acompanhe nosso blog para ficar sempre bem informado sobre inovações e medicina.

Se gostou deste artigo, compartilhe!

Este artigo foi originalmente publicado em https://telemedicinamorsch.com.br/blog/marketing-medico

Be the first to like it!

Comments

People also liked

Related stories
1.Bernie Sanders To Run For President In 2020
2.Footballer Sala’s Body Returned To Hometown For Funeral
3.Students Walk Out In Climate Change Protest In UK
4.Fashion Models Wrestle With Debt
5.Should You Wake Up Early? Not Necessarily
6.Buying Into No-Buy
7.Failed Coup: Turkey Orders Detention Of Over 1,100 
8.Turning To Dog Faces To Minimize Bias In Hiring
9.Richard Gere, 69, Becomes Dad Again With Wife, 35
10.Chinese Investment In Reddit Sparks Censorship Fears
500x500
500x500