Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Pensando em montar um plano de negócios de clínica médica?

A pesquisa Causa Mortis, divulgada pelo Sebrae em 2018, indica que essa é uma boa prática.

Segundo ela, 50% das empresas no Brasil fecham com menos de quatro anos de operações, e a falta de planejamento é uma das principais causas para isso.

Mais da metade de seus gestores não pensaram em itens básicos de funcionamento antes de abrir; 55%, por exemplo, não elaboraram um plano de negócios.

Podemos observar, a partir desses dados, que levantar informações e planejar as atividades é um ponto crítico para qualquer negócio - e no setor saúde não seria diferente.

Por isso, preparei este artigo para ajudar você, que pretende abrir uma clínica ou consultório médico em breve, ou mesmo cogita repensar a estrutura da sua unidade de saúde.

A partir de agora, vamos conhecer os principais elementos e dicas para elaborar um plano de negócios na área da saúde.

Boa leitura!

Plano de negócios de clínica médica: o que é e para que serve?

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

O plano de negócios é um documento que reúne os principais objetivos de uma empresa, além da análise de mercado e dos passos exigidos para uma gestão bem-sucedida.

Nele, constam informações relevantes sobre o cenário no qual o empreendimento se encaixa, área de atuação, investimentos, atividades e serviços prestados, entre outras.

Por isso, o plano de negócios serve como base para o gerenciamento e tomada de decisões sobre o futuro de qualquer organização, o que inclui consultórios e clínicas médicas.

Apesar de possuírem uma missão social importante - o cuidado com a saúde -, esses estabelecimentos não deixam de ser empresas. Portanto, precisam ser capazes de cobrir os custos e gerar lucro.

Não enxergar uma unidade de saúde como negócio pode levar a sérios prejuízos na administração, causando impactos no orçamento e até à falência precoce.

Então, se você está à frente de uma clínica ou consultório, lembre que, além de profissional de saúde, você é um empreendedor. E, como tal, precisa se dedicar ao planejamento e gestão.

Vantagens do plano de negócios para clínicas médicas e consultórios

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Uma ideia pode parecer promissora, mas, na prática, se comportar de maneira bem diferente.

É por isso que toda a preparação anterior ao projeto é bem-vinda.

Ao montar um plano de negócios de clínica médica, você dá o primeiro passo para tirar a iniciativa do papel e começar a avaliar como será sua aplicação.

Essa é uma das vantagens mais evidentes: anotando as instruções sobre a trajetória para alcançar um objetivo, fica mais fácil chegar lá.

O planejamento permite que as ideias sejam analisadas e adaptadas à realidade, traçando um comparativo ao que já existe e à própria demanda do mercado.

Ou seja, aquele primeiro esboço pode ser aprimorado durante a elaboração do plano de negócios.

Outros benefícios incluem:

Maior conhecimento sobre o mercado da saúde e concorrentes

Maior clareza sobre o diferencial do negócio

Discriminação dos recursos financeiros, materiais e humanos necessários

Correção precoce de falhas que poderiam afetar a saúde da clínica

Levantamento de riscos e desenvolvimento de planos de contingência

Previsão de retorno do investimento inicial.

Como montar um plano de negócios para clínica médica

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Elaborar o seu plano de negócios para clínica médica pode parecer complexo, mas não é.

Ainda que não tenha grandes conhecimentos sobre administração de empresas, você é a pessoa mais capacitada para esse planejamento.

Afinal, a ideia e a gestão da unidade de saúde estão sob sua responsabilidade.

Para cada etapa do planejamento, você pode buscar o auxílio de amigos, colegas e entidades reconhecidas entre os empreendedores, como o Sebrae, que oferece materiais gratuitos para orientar o seu desenvolvimento.

Não existe uma receita que gere um plano perfeito, mas alguns itens são essenciais nesse documento.

A seguir, veja detalhes sobre cada um deles.

Sumário executivo

Podemos dizer que o sumário executivo é uma combinação entre índice e resumo.

Nele, os componentes do plano de negócios aparecem listados e organizados, com um breve descritivo sobre cada um.

Assim, não será necessário ler o texto completo quando você quiser apenas se lembrar das ações principais em cada área da clínica médica.

Basta consultar o sumário para recordar metas e recursos empenhados de maneira rápida.

Apesar de aparecer no início do planejamento, o ideal é que esse trecho seja escrito quando todos os demais já estejam prontos, pois ele exige informações bem definidas.

Análise de mercado

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Você visitaria um país sem saber se ele está em guerra, ou se tem condições mínimas de segurança?

Provavelmente, não.

O mesmo raciocínio vale para o seu consultório ou clínica.

É preciso conhecer minimamente o território para depois conquistá-lo - e esse conhecimento vem durante a análise de mercado.

Ela representa o momento de buscar pesquisas sobre o setor de saúde, de ouvir colegas e de estudar a concorrência.

Outra dica é analisar as regiões disponíveis para o seu empreendimento e escolher a melhor localização.

Vale questionar se o lugar fica próximo, ou se é acessível aos seus pacientes em potencial.

Há muitos concorrentes que se estabeleceram ali? O público local tem poder aquisitivo para utilizar seus serviços? Existem condições para crescimento?

Você pode montar uma lista com prós e contras para ajudar a definir o melhor lugar.

Exigências legais para funcionamento da clínica médica

As burocracias envolvidas na abertura e regularização do negócio junto aos órgãos fiscalizadores precisam constar no plano de negócios.

São detalhes que impactam organizações de todos os setores, porém, afetam ainda mais os estabelecimentos de saúde, que precisam de uma licença sanitária especial.

As autorizações junto à prefeitura e a coleta de resíduos também têm especificidades, pois as instalações devem ser adequadas às clínicas e consultórios, e o lixo gerado exige uma série de cuidados para o descarte.

Considere o tempo e o investimento dedicados à obtenção dessas licenças para não correr o risco de começar suas atividades de forma ilegal - o que pode levar a multas e até à suspensão das operações.

Equipe de gestão da clínica médica

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Nesta etapa, é preciso definir se haverá um ou mais gestores, além de investidores e sócios.

No começo, o negócio pode exigir menos dedicação para as tarefas de administração, mas a tendência é que elas aumentem conforme a empresa cresce.

Portanto, pode ser útil contar com um sócio de confiança, que tome a frente das ações de gestão, ou que as divida com você.

Aliás, se houver mais de um gestor, aproveite a fase de planejamento para deixar claro o papel de cada um nas rotinas da unidade de saúde.

Se um tiver formação na área administrativa ou financeira, pode cuidar delas enquanto o outro, experiente na área da saúde, prioriza o cuidado com os pacientes.

Combinar detalhes como a quantidade de horas de trabalho e tarefas que cabem a cada um evita confusões e falhas no futuro.

Descrição dos serviços

Como o nome sugere, esse é o espaço destinado no plano de negócios àquilo que a sua unidade vai oferecer aos pacientes.

De forma resumida, há três grandes áreas de atuação para clínicas médicas, que podem ser um ponto de partida para você: consultas, exames ou tratamentos.

Em seguida, escolha a especialidade, quais tipos de exames ou tratamentos serão disponibilizados e de que forma.

O atendimento será apenas particular ou também via convênio? Haverá opções para grupos empresariais ou familiares?

Um trecho aspecto importante nesta etapa é pensar em pelo menos um diferencial para o seu negócio, que pode estar no atendimento, em exames menos comuns, na facilidade de pagamento e assim por diante.

Ter um diferencial aumenta suas chances de sucesso, já que você ganha notoriedade e exclusividade.

Plano de marketing

O plano de marketing é formado pelas estratégias de divulgação da sua empresa, o que exige recursos e organização.

Afinal, é muito difícil preencher a agenda da sua clínica contando apenas com indicações e o caderno de convênios.

Conquistar e fidelizar pacientes bem informados e exigentes é um desafio para as unidades de saúde, que têm no marketing uma arma poderosa.

Ações bem direcionadas em marketing digital, por exemplo, transformam investimentos modestos em resultados promissores.

Reunir informações e selecionar seu público-alvo é o primeiro passo para uma estratégia de divulgação bem-sucedida.

Plano operacional e estrutural

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Aqui, a ideia é descrever toda a estrutura necessária para o funcionamento da clínica ou consultório.

Se forem feitas apenas consultas médicas, recepção, banheiro e uma sala para atendimento já são suficientes.

Por outro lado, se houver oferta de exames que usem radiação ionizante, como radiografia e tomografia, deve-se reservar uma sala equipada segundo as exigências da Anvisa, a fim de reduzir a exposição aos raios X.

Registre os equipamentos médicos e outros itens necessários para a operação do seu negócio, como luvas descartáveis, medicamentos e utensílios para o banheiro.

Não se esqueça de contabilizar os recursos humanos, detalhando a quantidade e formação dos profissionais que trabalharão na clínica, e qual a capacidade produtiva para a execução dos serviços de saúde.

Plano de desenvolvimento, treinamento e capacitação

Treinamento e reciclagem são indispensáveis para um atendimento de qualidade, concorda?

Então, separe um tempo para pensar na capacitação dos seus funcionários, de forma que se mantenham sempre atualizados sobre boas práticas, novas tecnologias e técnicas para conquistar pacientes satisfeitos.

Plano financeiro da clínica médica

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Seu negócio pede o investimento de tempo e dinheiro, além do envolvimento emocional, já que representa um sonho para muitos profissionais de saúde.

Mas não se esqueça que se trata de um negócio que precisa ser saudável financeiramente - e o plano financeiro é essencial para isso.

Calcule o quanto você pode investir, em quanto tempo, e que retorno é necessário para que a empresa se torne lucrativa.

Use ferramentas que facilitem a manutenção e controle das finanças, como o fluxo de caixa, no qual são contabilizadas todas as entradas (receitas) e saídas (despesas) da clínica.

Elaboração de estratégias e cenários

A partir das informações dos tópicos acima, será possível visualizar cenários hipotéticos para, então, elaborar respostas e se preparar caso eles aconteçam.

Nesta fase, é útil pensar em períodos.

Por exemplo: depois de seis meses planejando e obtendo licenças, a clínica deve começar a operar. Se isso não acontecer, será preciso economizar na aquisição de aparelhos médicos.

Defina, também, o que fazer se a clínica puder ser inaugurada em menos de seis meses.

Esse exercício vai sinalizar riscos e oportunidades de crescimento para o seu negócio, além de permitir que você se prepare para diferentes cenários.

Afinal, por melhor que seja um planejamento, sempre existem fatores externos que fogem ao controle dos gestores, como crises econômicas.

Plano tecnológico

A maioria dos consultórios e clínicas de saúde precisam de equipamentos específicos para funcionar.

É o caso de estabelecimentos que trabalham com apoio ao diagnóstico, oferecendo exames realizados com aparelhos médicos diversos.

Dependendo do dispositivo e tecnologia agregada, eles podem custar caro, representando uma parte considerável dos investimentos iniciais em uma unidade de saúde.

Por isso, vale detalhar os equipamentos indispensáveis, como serão adquiridos e, na medida do possível, quando precisarão ser substituídos por novos.

Equipamentos obsoletos podem reduzir a qualidade dos resultados de exames, além de demandar gastos maiores com manutenção.

Telemedicina Morsch como solução em laudo a distância e comodato em clínicas médicas

Plano de negócios de clínica médica: o que é, objetivos e como fazer

Antes de finalizar o seu plano de negócios, inclua parcerias que possam ser vantajosas.

Para estabelecimentos que oferecem testes de diagnóstico, contratar serviços de telemedicina ajuda na redução de despesas através de laudos de exames à distância e na otimização dos resultados.

Outra solução é o aluguel em comodato, onde o cliente ganha o direito de utilizar dispositivos modernos ao contratar um pacote de laudos, sem pagar nada mais por isso.

A solução está disponível para negócios de todos os tamanhos, em qualquer parte do Brasil.

Dessa forma, você não precisa investir alto com contratação de médicos especialistas e ainda reforça a emissão de resultados dos exames, eliminando filas e elevando a satisfação dos pacientes.

Conclusão

Neste artigo, você conferiu um guia com sugestões práticas para montar o plano de negócios de clínica médica.

Seguindo essas dicas, você está preparado para prever ações assertivas, que resultarão em maior chance de sucesso para a sua unidade de saúde.

Lembre-se de investir em tecnologias que agregam qualidade e eficiência, como os laudos a distância da Telemedicina Morsch.

Para saber mais, acesse o site, faça contato conosco e solicite o teste grátis da nossa plataforma.

Se este conteúdo foi relevante para você, compartilhe!

Este artigo foi originalmente publicado em https://telemedicinamorsch.com.br/blog/plano-de-negocios-de-clinica-medica

Be the first to like it!

Comments

avatar

People also liked

Related stories
1.How I Never Let Time Defeat My Spirit
2.Have You Tried the Lip Smacking Broccoli Cheese Balls Yet?
3.Tech Giants' Tyranny: Google Is Developing a Censored Search Engine for China
4.The Surprising Truth Behind Opioid Addiction in America
5.Kit Harington and Emilia Clarke  
6.Being Vegan Might Be Ethical, but It Is Unhealthy
7.Nigel Farage and Mitch Feierstein Discuss Censorship by Twitter, Facebook, & Google
8.Keto Fast Food in 10 Questions
9.Anti-Semitism, Ilhan Omar, and the U.S. Congress 
10.Body Painting Art
500x500
500x500