COMUNICAÇÃO

Miller inventa geração mais jovem que os millenials só para vender cerveja

Author

Mais jovens que os millenials, mas velhos o bastante para consumir álcool. É nesse pequeno grupo que a MillerCoors, braço americano da canadense Molson Coors Brewing, vai concentrar suas ações de marketing. Eles acreditam que jovens de 21 a 24 anos são um grupo “curioso”, “pragmático”e ainda virgem no que diz respeito ao consumo de cerveja, segundo relatou o Business Times.

Miller inventa geração mais jovem que os millenials só para vender cerveja

Rigidamente, essa faixa demográfica faz parte dos millenials, que, segundo a definição mais comum, são as pessoas nascidas entre 1982 e 2000. Só que a MillerCoors afirma que há diferenças importantes entre millenials e essa faixa específica de 21 a 24 anos - que não tem uma nome definido ainda. A diretora sênior de inovações da empresa, Sofia Colucci, opina que “há mais abertura em comparação com o que vemos nos millenials. Eles são curiosos e, embora pragmáticos, têm uma disposição genuína a descobrir e experimentar coisas novas.”

Quem também defende a separação é Allen Adamson, co-fundador da Metaforce, uma empresa de consultoria de produtos. Ele declara que jovens de 21 anos não estão tomando grandes decisões como compras de casas e carros. Esse seria o foco dos millenials mais velhos. Os mais jovens querem mostrar suas preferências por meio de roupas e bebidas.

O grupo demográfico da MillerCoors envolve pessoas que nasceram de 1993 a 1997, uma época em que Bill Clinton era o presidente americano, e as rádios nos enchiam com o rock/pop de gente como Goo Goo Dolls e com o grunge de Nirvana e Pearl Jam.

O primeiro produto da empresa voltado especificamente para a turma de 21 a 24 anos é uma cerveja chamada Two Hats, leve e frutada. O slogan é "Good, cheap beer. Wait, what?”, que em tradução livre para o português soaria mais ou menos como “Cerveja boa e barata. Espera aí, como é que é?”

Segundo Colucci, o objetivo não é vender a Two Hats em grande quantidade, mas criar afinidade por cerveja. “Enquanto eles [consumidores] bebem a Two Hats, a ideia é que eles comecem a desenvolver suas preferências e passem a apreciar outras cervejas do nosso portfólio.”