TV

O melhor stand-up de 2017 vai te fazer chorar não só pelas risadas

Author

Nem Trevor Noah nem Gabriel Iglesias nem Amy Schumer nem Kevin Hart e nem o grande Jerry Seinfeld. O grande especial de comédia stand-up de 2017 se chama "Annihilation" (Aniquilação, em português) e pertence a Patton Oswalt. Um show divertidíssimo, comovente, extremamente sensível e que resulta em algo raríssimo de ver no mundo da comédia.

O melhor stand-up de 2017 vai te fazer chorar não só pelas risadas

Oswalt não é tão conhecido por seus stand-ups no Brasil. Para muita gente, ele não passa de um ator de comédia que faz papel de coadjuvante aqui e ali. Muitos vão lembrar dele apenas pelo papel em "The King of Queens", que ficou no ar um bom tempo. Mas tudo bem se for o seu caso. Dá para você desfazer essa imagem rapidinho. Basta abrir a Netflix.

"Annihilation" está longe de ser um stand-up comum. Nem dá para perceber isso pela primeira meia hora da apresentação. Oswalt fala de redes sociais, Trump e todo tipo de temas atuais. Só isso já daria um show excelente. São 35 minutos fantásticos. No entanto, o que faz de "Annihilation" um stand-up fora de série é que Oswalt passa a segunda metade da apresentação falando da morte de sua esposa, que aconteceu um ano e meio antes da gravação.

A sensação para o espectador é, incialmente, desconfortável. Cedo ou tarde, você pode pensar algo do tipo “sério que ele vai falar da morte da mulher num stand-up? Como isso vai ser engraçado? Ele vai pirar aqui.” Pois é. Mas Oswalt encontrou uma maneira de tocar em assuntos sensíveis e relatar momentos incrivelmente dolorosos de maneira suave e que sempre terminava em casos divertidos, fazendo a galera morrer de rir.

Desde a hora em que precisou dar a notícia à filha até os vários instantes em que apenas tentava aliviar a dor da perda, Oswalt mostra uma enorme sensibilidade para encontrar o meio-termo perfeito entre não desrespeitar a morte da esposa e relatar situações engraçadas. Annihilation é, acima de tudo, real. É parte stand-up, parte lição de vida, parte risadas, parte lágrimas, parte risadas outra vez. É simplesmente brilhante.