TECNOLOGIA

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

Author

Hoje em dia as coisas andam tão rápido que parece que a cada dia um gadget novo surge para mudar e facilitar nossas vidas. Smartphones, aplicativos, minicâmeras, drones, relógios, assistentes eletrônicos… A lista é longa. O que muita gente não percebe - ou não sabe mesmo - é que para cada uma dessas inovações alguém inventou algo completamente inútil. Ou alguém fez algo muito bom que, por uma série de motivos, não deu certo. A lista de flops no mundo da tecnologia não é nada pequena, mas dá para selecionar os mais impressionantes:

1. Google Glass

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

O flop é proporcional ao hype, certo? Então o Google Glass precisa ocupar o primeiro lugar da lista. A Google badalou imensamente o lançamento. Era para ser um óculos-câmera-dispositivo-de-realidade-aumentada, mas que não fez nenhuma dessas coisas direito, apesar de custar cerca a pequena fortuna de US$ 1500. Na Grã-Bretanha, por exemplo, a Google parou a produção alguns meses depois do lançamento. Um fiasco colossal.

2. Windows Vista

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

A Microsoft vinha de uma série de sistemas operacionais confusos e instáveis quando finalmente acertou a mão com o Windows XP. Mas aí era preciso inovar, seguir adiante e fazer mais dinheiro, certo? Eis que surgiu o Windows Vista, um sistema pesado, cheio de travas de segurança que faziam qualquer processo exigir pelo menos três cliques a mais e que também custava caro para os padrões da época. Irritou muita gente.

3. Sinclair C5

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

Era para ser um triciclo elétrico que substituiria bicicletas e motos e revolucionaria o transporte pessoal. Dispensava gasolina e economizava espaço de estacionamento. Na teoria, era lindo, mas o Sinclair C5 tinha um motos fraquíssimo, que não conseguia subir ladeiras, e uma bateria pequena, que não durava distâncias um pouco mais longas. Custava 400 libras em 1985, mas só 36% dos modelos fabricados foram vendidos.

4. Wii U

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

A Nintendo teve relativo sucesso entre consoles domésticos quando lançou o Wii. O segredo foi encontrar um nicho e fugir da briga direta com Sony (PS3) e Microsoft (Xbox 360). O problema é que o hardware era bastante limitado e não havia como seguir adiante. No console seguinte, o Wii U, a Nintendo apostou uma espécie de controle-tablet que nunca “pegou”. Apenas 13,6 milhões de consoles foram vendidos. E se você acha que é muito, o Wii tinha vendido 101,6 milhões.

5. Dreamcast

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

A Sega perdeu o domínio do mercado americano quando o Saturn, um belo console, levou uma surra do Playstation nas vendas. A resposta era para ser o Dreamcast, lançado em 1999, antes do PlayStation e e do Xbox. Não deu certo. O PS2 vendeu como água, a Sony tomou o mercado de vez, e os Dreamcasts encalharam. Foi a última tentativa da Sega de competir no mercado de consoles domésticos.

6. Google Plus

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

Outro fracasso do Google. Depois de acabar com o Orkut, que já era superado pelo Facebook no Brasil, e inventaram o Google Plus, uma rede social amarrada ao Gmail. Com uma base de usuários tão grande, era de se esperar que fosse uma ameaça real ao Facebook, mas não chegou nem aos pés da rede de Mark Zuckerberg. A interface era confusa e ninguém se interessou.

7. HD HDV

Os 7 maiores flops tecnológicos da história

De vez em quando, a história é marcada pela disputa entre formatos de áudio e vídeo. A fita cassete e o vinil ficaram para trás quando o CD surgiu. O Betamax brigou com o VHS e acabou desaparecendo. Mais tarde, quando surgiu o Blu-ray, a Toshiba queria fazer o HD DVD vingar. Flopou lindamente.