COMPRAS

Tudo que você precisa saber sobre o iPhone 8

Author

A Apple já confirmou: vai lançar o iPhone 8 neste mês de setembro. Será o décimo aniversário do smartphone mais popular do planeta. Os boatos sobre suas especificações são muitos. Há quem diga que ele terá carregador sem fio, reconhecimento facial, display sem bordas e até que ele não vai mais ter o botão home.

Tudo que você precisa saber sobre o iPhone 8

Enquanto o grande dia não chega, a gente lista tudo que já se sabe oficialmente (e extraoficialmente) sobre o iPhone 8.

A data

O lançamento oficial será no dia 12 de setembro, em um evento com Tim Cook. Tradicionalmente, o aparelho chega às lojas uma semana depois do anúncio. Logo, o mais provável é que as vendas comecem entre o dia 19 e o dia 22, uma sexta-feira.

O que mais?

A Apple também deve anunciar o iPhone 7s e o iPhone 7s Plus. Isso porque a empresa sempre lança uma atualização de um aparelho no ano seguinte. Então, como o iPhone 7 foi lançado em 2016, é de se esperar que venha um modelo atualizado, com um chip mais rápido e uma bateria que dure mais. Além disso, a Apple deve anunciar uma terceira geração do Apple Watch e uma Apple TV com resolução 4K.

Demanda > Oferta

A Apple negou que os atrasos na produção do iPhone fossem atrasar o lançamento. De fato, a empresa conseguiu manter a data de setembro. Porém, é muito provável que a procura seja maior do que a oferta, ou seja, que não haja iPhones 8 suficientes para atender todo mundo logo no primeiro mês. Traduzindo: VAI TER CORRERIA.

Tudo que você precisa saber sobre o iPhone 8

Design

Boatos fortes dão conta de que o iPhone 8 terá uma tela de 5,8 polegadas com display edge-to-edge, ou seja, sem bordas (parecido com o Samsung S7 Edge e o Samsung S8). E ele não teria o botão home, o que seria inédito na história dos aparelhos da Apple. Na imagem acima, uma simulação feita pelo iDropNews, o iPhone 8 é o aparelho do meio, em comparação com o iPhone 7 (esquerda) e o iPhone 7 Plus.

Preço

Ninguém duvida que o iPhone 8 será o smartphone mais caro da história. Há quem diga até que o preço pode passar dos US$ 1 mil. Se isso acontecer, ele será 54% mais caro que o atual iPhone 7 (baseado no preço de venda nos EUA). E por que essa expectativa por um aparelho caríssimo? Porque um executivo da Foxconn, empresa que produz os iPhones para Apple, disse que o smartphone “não será barato.”

Reconhecimento facial

Hoje, o leitor de impressão digital fica justamente no botão home. Se vão retirá-lo, qual será a solução? Os rumores mais fortes apontam para a utilização de um scanner infravermelho que vai destravar o celular usando reconhecimento facial. Ou seja, uma câmera 3D vai “ler” o rosto do usuário.

Carregamento sem fio

Parece que o recurso, usado em vários outros aparelhos no mercado, finalmente vai chegar aos iPhones. O cenário mais provável é que o carregamento seja feito por indução, como já acontece nos Apple Watches.