DESIGN

Uma acusação de racismo fez a Kellogg’s mudar embalagem de cereal

Author

Sabe a Kellogg’s, aquela marca famosa de cereais de café da manhã? Aquela do Tony, the Tiger, o mascote da imagem abaixo? Pois é, a empresa se viu numa saia justa recentemente e acabou praticamente obrigada a redesenhar a embalagem de um de seus produtos por causa de uma acusação de racismo.

Uma acusação de racismo fez a Kellogg’s mudar embalagem de cereal

(Imagem via YouTube/Tony is Back!)

A embalagem em questão é de Corn Pops, produto bastante popular nos Estados Unidos. A embalagem mostra os “pops” se divertindo no que parece ser um shopping center. Quer dizer, quase todos estavam curtindo o local. Preste atenção!

Uma acusação de racismo fez a Kellogg’s mudar embalagem de cereal

Pois é, o único “corn pop” de pele escura é o que está trabalhando como faxineiro. Quem chamou atenção publicamente para esse detalhe foi Saladin Ahmed, escritor da Marvel (obviamente, o tipo de pessoa que precisa prestar atenção nesses detalhes!).

O Tweet de Ahmed ganhou mais de 2.800 RTs, e a Kellogg’s percebeu. Cinco horas depois, a empresa respondeu que está “comprometida com diversidade e inclusão. Não tivemos a intenção de ofender - pedimos desculpas. A arte será atualizada e estará nas lojas em breve.”

E nem foi o primeiro episódio do tipo que ganhou as redes sociais recentemente. Há menos de um mês, uma campanha da Dove dava a entender que, com o uso de seus produtos, o melhor resultado é associado a uma pela branca. Depois, a Nivea anunciou um creme em um comercial onde a Miss Nigéria via sua pele clarear ao aplicar o produto. Quantos casos assim a gente vai continuar a ver, hein?