POLÍTICA

Você vai precisar ver Os Últimos Jedi depois de ler essas 5 críticas

Author

É o oitavo capítulo de Star Wars, então mesmo que fosse ruim, você precisaria ver. Mas não é o caso. Longe disso. O filme estreia no Brasil no fim de semana de 15 de dezembro, e as primeiras críticas gringas já estão inundando a internet. E olha… é um mar de elogios. Há quem diga, inclusive, que é Os Últimos Jedi é o melhor Star Wars desde O Império Contra-Ataca, o que é uma comparação e tanto.

Você vai precisar ver Os Últimos Jedi depois de ler essas 5 críticas

Nós escolhemos cinco avaliações do filmão, então você só precisa rolar a página e saber o que andam dizendo por aí. E não demora porque enquanto você estiver lendo vai ter gente comprando ingresso!

Metro (edição britânica)

“Maior, mais rico e o melhor desde O Império Contra-Ataca”. É assim, forte, que a crítica do Metro, escrita por Adam Starkey, começa. O jornalista dá muito do mérito ao diretor de Os Últimos Jedi, Rian Johnson. “Ele não apenas entende Star Wars, ele fuça e renova. Somos colocados em lugares que nunca vimos antes, seja dando um zoom onde uma nave solta uma bomba ou mostrando exatamente como os macacões da Primeira Ordem são tão impecáveis. Passa a sensação de um filme novo, empolgante e brincalhão, sem perder a grandeza que faz Star Wars ser o que é.” Leia a íntegra aqui.

Boston Globe

Ty Burr, do Boston Globe, diz que algumas sequências de Star Wars foram divertidas. Outras, nem tanto. Ele escreve, porém, que “nunca pensei nelas em algo mais do que um doce popular. Os Últimos Jedi é a primeira que tem gosto de filé.” A metáfora é um elogio enorme ao filme de Rian Johnson. Para o jornalista, a película “é um passeio emocionante, mas é também sobre como encontrar inspiração entre os combatidos e os escrupulosos, não importa que eles estejam em minoria. Resumindo, parece uma nova esperança.” texto completo aqui.

Roger Ebert.com

Matt Seitz escreve que Os Últimos Jedi “é tudo que que um fã pode querer de Star Wars e um pouco mais”. O crítico diz que o roteiro de Johnson é melhor do que a maioria das sequências ao “dar ao espectador tanto o que ele quer quanto o que ele não sabia que queria.” Além disso, Seitz ressalta que o filme “se preocupa com questões de legado, legitimidade e sucessão, e inclui vários debates sobre se alguém deveria duplicar ou rejeitar histórias e símbolos do passado. Entre as muitas lições valorosas, uma delas é a de que objetos não têm valor a não ser pelos sentimentos que investimos neles, e que nenhum indivíduo é maior do que uma ideia nobre.” Íntegra aqui.

The Wrap

Alonso Duradle, do Wrap, é outro que põe Os Últimos Jedi lá no alto da lista da franquia. Para ele, o filme de Rian Johnson “fica logo atrás de O Império Contra-Ataca e, talvez, o primeiro filme, em causar emoção e corações partidos, heróis e vilões, e o romance e a traição que fazem esses filmes tão bons, mesmo para aqueles de nós que não saber s nomes de todos planetas ou espécies alienígenas” que aparecem ao longo dos oito filmes. Leia mais aqui.

Chicago Tribune

O título da crítica de Michael Philipps diz muito: “Rey e a Resistência se mostram irresistíveis.” O crítico do Chicago Tribune também embarcou na comparação que, a essa altura, já parece inevitável: “Este é o mais longo filme da franquia. Você só não sente isso. Não me empolgo com um Star Wars assim desde que o Império contra-atacou em O Império Contra-Ataca.” Veja aqui a íntegra.

Confira também nossa incrível entrevista exclusiva com Rian Johnson: