CELEBRIDADES

Cauã Reymond e Matheus Nachtergaele protagonizam cena de sexo em filme nacional

Author
Cauã Reymond e Matheus Nachtergaele protagonizam cena de sexo em filme nacional

2018 promete ser um ano muito promissor, afinal, Cauã já contou em programa seus sentimentos sobre o novo filme, Piedade, que irá protagonizar junto com Matheus “O babado é forte”.

O filme, dirigido por Cláudio de Assis, promete discutir alguns temas espinhosos, principalmente por trazer um ícone de beleza como Cauã para um personagem que dará vida a um gay. Não apenas isso, que irá participar de cenas quentes e reveladoras com um ator como Matheus, que é conhecido por atuações maravilhosas. Não basta colocar homens fazendo sexo, o filme também colocará homens com esteriótipos diferentes, que são amados pelos brasileiros por adjetivos diferentes, para um drama real.

Cauã Reymond e Matheus Nachtergaele protagonizam cena de sexo em filme nacional

O Brasil ainda é um país que comemora e ataca pequenos passos. Seja na história de Lica e Samantha em Malhação, seja por dois homens ousarem dar um selinho num programa. Tudo parece se transformar numa grande arena de debate quando para todo resto o olhar permissivo caí.

A Globo, principalmente, tem um péssimo histórico em criar esteriótipos em personagens gays. Sempre usando roupas brilhantes, com jargões, brincalhões, geralmente ficam no “núcleo” de humor, como se não pudesse existir um drama real, que muitos homens realmente vivem, por se assumirem gays. E provavelmente por trazer essa maturidade na narrativa, que o filme vem junto com cenas de sexo, porque afinal, quando é um casal heteronormativo tem várias cenas, não?

O longa vai contar a história de um executivo paulistano, vivido por Matheus, que viaja até Recife e começa a se relacionar com o personagem de Cauã, o dono de um cinema de filmes pornográficos. Com uma premissa que já une dois contextos completamente opostos tanto em regionalidade quanto em realidade de vida: um executivo que é constantemente descrito como um “homem hétero cheio de poder” e um dono de um tipo de cinema que está cada vez mais em desuso numa época onde sites fornecem pornografia “de graça”.

Cauã Reymond e Matheus Nachtergaele protagonizam cena de sexo em filme nacional

Me Chame Pelo Seu Nome foi indicado ao Oscar. O filme, conta a história de um jovem que se apaixona pelo amigo mais velho do pai durante um verão na Itália. Sem exageros, com muita delicadeza, assistimos o primeiro amor de Elio, a decepção, a descoberta e o apoio da família durante todo o processo. Sim, 2018 parece um ano promissor para produções que pretendem abordar o tema.

Finalmente nos aproximamos de títulos que desenvolvam a temática sem clichês, explorando o romance e contraste entre qualquer sexualidade quando é explorada. Seja durante a adolescência ou vida adulta, em filmes, séries, teatro, no que seja.

Talvez falte muito desse olhar real e doce, porque temos filmes românticos com personagens masculinos extremamente babacas que se colocam como a salvação de uma mulher, então chegou a hora de explorar filmes românticos com bons roteiros onde a história não se limite à relações heteronormativas.

E quem sabe assim, as produções nacionais também se dirijam cada vez mais para esse caminho, encontrando outras facetas para explorar o amor LGBTQ, numa tentativa de abrir o diálogo sobre o assunto e trazer à tona relacionamentos que ainda sofrem tanto preconceito.

Pois mais do que pequenos personagens em novelas, precisamos de protagonistas que possam caminhar entre histórias fortes, que mostram o lado cruel de se amar num país tão cheio de preconceito, mas que também conte com o romance, a delicadeza e o olhar sincera para as relações e trocas profundas.

Algo que Piedade promete, com atores de peso e a coragem necessária para mostrar que amor é amor, não importa de quem e para quem.

E aí, ansiosos?