CELEBRIDADES

Pabllo Vittar é alvo de mais uma "fake news". Saiba o que é e evite cair nessa.

Author
Pabllo Vittar é alvo de mais uma "fake news". Saiba o que é e evite cair nessa.

Pabllo Vittar.

Estamos vendo cada vez mais frequentemente o uso do termo "fake news". As tais notícias falsas (tradução literal do termo) não são nenhuma novidade, desde antes da internet elas já existiam, é verdade; mas com a velocidade da informação e com notícias em redes sociais que saem quase que simultaneamente ao acontecimento, as notícias "pegadinhas" estão ganhando cada vez mais força e estão intervindo até mesmo em resultados de eleições.

Além de resultados de eleições, influenciam também a vida das pessoas. Quem sofre muito com isso são os famosos e figura públicas. O coitado do Marcelo Rezende, antes de morrer de fato, foi morto centenas de vezes por conta das fake news. As pessoas aproveitam o momento para ganhar dinheiro às custas das mentiras. No caso de Marcelo Rezende, por exemplo, sabendo da fraca saúde do apresentador em 2017, diversos veículos anunciavam sua morte a todo momento. As pessoas, que sabiam que o telejornalista estava enfrentando períodos difíceis com sua saúde, clicavam nas notícias e até compartilhavam.
Quem escrevia as matérias ganhava muito dinheiro com os "cliques" que os usuários deixavam, já que é o modo mais comum das empresas de mídia pagarem os produtores de conteúdo, por visualização.

Pabllo Vittar é alvo de mais uma "fake news". Saiba o que é e evite cair nessa.

O facebook é um dos principais prejudicados com as fake news.

Pabllo Vittar, assim como outras pessoas que estão sempre em foco na mídia, acaba se tornando um alvo desse golpe. Muitas vezes, os autores das "fakes news" querem dinheiro fácil ou fama rápida. A mais nova notícia sobre a cantora foi feita por conta de Fabíola Reipert. Esta "jornalista" é famosa somente por criações imaginárias da mente dele, ela é especialista em mentir em troca de audiência e é responsável pelo quadro quadro Hora da Venenosa, exibido dentro do Balanço Geral — um program que todos sabemos o quanto é sensacionalista,.

De acordo com Fabíola, Pabllo teve crise de estrelismo, e ainda de acordo com a jornalista, não é a primeira vez que a cantora estava fazendo uma coisa dessas.
Pabllo Vittar usou o stories do instagram para fazer um vídeo se defendendo, no qual ela dizia o seguinte:

"Minhas filhas, ontem, eu estava em alto mar, no navio, e li uma notícia que eu estava num restaurante aqui em São Paulo dando piti, que eu proíbi os garçons de me olharem enquanto eu fazia pedido. Bicha, a senhora está sem pauta, né? Pelo amor de Jesus Cristo, vai lavar uma roupa, mulher"

Pabllo Vittar é alvo de mais uma "fake news". Saiba o que é e evite cair nessa.

Outra notícia falsa que saiu sobre a cantora.

Parece que por falta de assunto a pseudo-jornalista se aproveita da fama alheia para tentar fazer seu nome.
Fabíola, depois do vídeo de Pabllo, anunciou que tem provas e testemunhos para divulgar caso haja permissão dos donos. Isso porque, ainda nos stories do instagram, a drag cobrou provas por parte da acusadora:

"Cadê os vídeos? Eu quero vídeo e testemunha. Bicha, vocês são podres, vão lavar uma roupa!"

Outros alvos que os fabricadores de "fake news" gostam muito são jogadores famosos, como Neymar, Cristiano Ronaldo e Messi; atores e atrizes, como Bruna Marquezine; políticos que dão bastante ibope, como Lula, Bolsonaro e Dilma.
O pior de tudo é que isso pode até mudar rumos de uma eleição, veja no próximo tópico.

Pabllo Vittar é alvo de mais uma "fake news". Saiba o que é e evite cair nessa.

É triste ver notícias falsas sobe famosos, de fato. Triste por termos a sensação de estarmos sendo enganados, mas nada que mude nossas vidas. Por exemplo, se a tal Fabíola Reipert continuar falando asneira sobre os famosos, continuaremos tendo que pagar nossas contas e continuaremos longe de termos educação de qualidade no Brasil. Afinal, ela é só uma repórter que só está invtentando coisas sobre os famosos. O grande problema é quando as notícias falsas tomam formas tão grandes que acabam mudando o rumo do governo do país.

Há provas de que as eleições de 2014 foram moldadas por "robôs virtuais". O candidato do PSBD, Aécio Neves, só ficou com tantos votos por conta disso. Uma investigação da BBC Brasil que foi realizada por três meses chegou a conclusão de que uma espécie de exército virtual de fakes foi usado por uma empresa com base no Rio de Janeiro para manipular a opinião pública, principalmente, no pleito de 2014.

Essas empresas de fakes exploram o chamado "comportamento de manada". Segundo um dos ex-funcionários entrevistados;

"Ou vencíamos pelo volume, já que a nossa quantidade de posts era muito maior do que o público em geral conseguia contra-argumentar, ou conseguíamos estimular pessoas reais, militâncias, a comprarem nossa briga. Criávamos uma noção de maioria"

Pabllo Vittar é alvo de mais uma "fake news". Saiba o que é e evite cair nessa.

13 políticos que teriam sido beneficiados pelo serviço, entre eles os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e o atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).
A atuação era variada. Para Aécio, perfis supostamente falsos publicaram, por exemplo, mensagens elogiosas ao candidato durante debate com Dilma Rousseff (PT) na campanha de 2014: "Aécio é o mais bem preparado".

Para quem tiver mais interesse no assunto, vale a pena dar uma olhada no artigo "Exclusivo: investigação revela exército de perfis falsos usados para influenciar eleições no Brasil", da BBC.

Google e facebook

Duas das maiores empresas de tecnologia estão trabalhando duro para combater as "fake news". Há investigações ligando grupos da Rússia às eleições dos EUA. Parece que o mesmo sistem que utilizam no Brasil desde 2012 para dar o golpe em Dilma e para tentar eleger Aécio em 2014, também foi utilizado para eleger Donald Trump nos EUA.

Agora o facebook está comprometido a acabar com as "fake news" e quer que isso seja no máximo até as eleições de 2018 do Brasil.

Pabllo Vittar é alvo de mais uma "fake news". Saiba o que é e evite cair nessa.

De acordo com o site apptuts, há 11 passos para checar a veracidade das informações:

  1. Cheque a fonte da fonte
  2. Aprenda sobre o site que está visualizando:
    No facebook, twitter e youtube há muita propagação de mentira. Aqui no TopBuzz estamos sofrendo bastante com isso também, mas a empresa está dando duro para melhorar o quadro.
  3. Evite sites conhecidos por sensacionalismo:
    Leia sempre com ceticismo
  4. Leia a matéria completa, não apenas sua chamada:
    Esta é talvez a dica mais importante, uma vez que a revista Forbes apontou que apenas 59% dos links compartilhados em redes sociais são lidos na íntegra.
  5. Cheque outras notícias do mesmo site
  6. Confirme a confiabilidade do autor
  7. Cheque por erros de formatação ou ortografia
  8. Pesquise a notícia no Google (ou outro site de busca que tenha a opção de "filtrar notícias"
  9. Confira a data de publicação dos posts

É isso, então, galera. Por mais que vocês gostem de candidato X ou Y, não deixe de procurar saber sobre a veracidade da notícia sobre ele ou sobre seus opositores. Antes de compartilhar qualquer coisa em suas redes sociais, seja algo elogiando seu candidato ou atacando outro, preste atenção para ter certeza de que você não está sendo enganado e sendo usado como massa de manobra.