CELEBRIDADES

Saiba porque Naldo é um exemplo do porque não devemos confiar em agressores

Author
Saiba porque Naldo é um exemplo do porque não devemos confiar em agressores

Se você também se sentiu estranho com o post da Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, no Facebook após a grande imprensa noticiar que o cantor Naldo foi preso por agredir sua esposa, esse texto é para você. Porque sim, uma vítima de violência doméstica pode sim defender seu algoz, e não, ela não merece “apanhar mais” por isso.

Ellen prestou queixa contra Naldo por ter sido agredida no dia 02 de dezembro com chutes, socos e puxões de cabelo. Naldo foi preso em flagrante por porte de arma de fogo e munições e só foi liberado depois de pagar fiança.

Depois da polêmica, a dançarina publicou um post no Facebook. Vamos refletir juntos sobre isso?

“...Um homem cheio de amor desesperado para reparar seus erros e uma mulher com o coração muito ferido,mais que precisa ser forte pra recomeçar”

"É triste ver o quanto as pessoas estão se tornando frias e sem coração. Saem apontando os seus dedos como se focem metralhadoras e dando sentenças que só cabe a Deus dar. É fácil julgar o problema do outro,difícil é quando ele acontece dentro da sua casa e só vc conhece a real historia. Uma mãe passa anos e anos lutando p salvar seu filho das drogas,ele rouba,bate,e pode até matar,e aí vc diz: eu não sei como essa mulher aguenta,se fosse meu filho eu já tinha colocado p fora! Os anos passam vc se casa,tem filhos e passa pelos mesmos problemas daquela pobre mulher. Aí eu te pergunto: por que vc aguenta tudo isso? E sabe qual vai ser a sua resposta? Ele é meu filho e eu o amo,sei que ele vai mudar,ele não nasceu assim,ele se envolveu com as pessoas erradas... Outro dia vi até uma reportagem na TV onde uma mãe desesperada para salvar o filho o acorrentou em casa. Muitas pessoas acharam um absurdo,como uma mãe é capaz de fazer isso? Mais eu faria o mesmo,é melhor tê-lo em casa acorrentado,do que passar pela dor de vê-lo morto jogado em uma esquina qualquer. Alguém aí já parou pra pensar que a atitude que tomei pode ter sido para salvar e não pra destruir? Alguém aí já parou pra pensar que onde existe uma família existe amor e que dinheiro nenhum nesse mundo compra paz? Alguém aí já parou pra pensar que a história que foi contada todos esses anos e que não foi desmentida por mim pode não ser a verdade,e que eu não sou obrigada a me justificar? Eu poderia estar em programas de televisão me lamentando e fazendo a coitadinha. Mais eu escolhi me calar,escolhi ter meu momento de paz,de reflexão e de cura! Momento esse que não está em vc é nem em ninguém,está entre eu e Deus e todas as minhas crenças,tudo aquilo que acredito e que sempre justificou minhas decisões. O sucesso o dinheiro,o poder os traumas,fazem coisas que vcs nem imaginam,eles adoecem a alma,eles transformam pessoas,eles tiram vidas! Mais eu sempre acreditei na cura,sempre acreditei na capacidade que o amor tem de mudar as coisas. E foi por amor,por acreditar nesse amor que eu resolvi acabar com essa enfermidade. Chega de paliativos,remédios que amenizam mais não curam o vício e não resgatam o ser humano,o homem,seus princípios,suas crenças,sua humildade. Eu queria de volta o Ronaldo! O Ronaldo que eu conheci! Sem dinheiro,sem sucesso,sem carros importados,sem roupas de grifes caras,sem Rolex e cordões de ouro... Eu queria de volta sua simplicidade,seu brilho nos olhos,sua paz,sua calmaria,sua inocência,seu sorriso largo e verdadeiro,o menino sonhador que eu conheci...eu queria comer pão com atum em cima da cama,eu queria acabar com a dieta comendo esfiha no Habibs por que ele não tinha dinheiro p me levar em restaurantes,eu queria voltar a morar na casinha pequenina no fundo de outras casas,morrendo de calor e com as roupas no chão por que não tínhamos onde guardar...eu queria voltar no tempo,eu queria mudar as coisas,eu queria o menino que o mundo levou,que o trabalho e tudo que ele pode oferecer tirou de mim...E como a mãe que acorrentou o filho eu resolvi trazer esse menino de volta! De volta pro recomeço...um recomeço difícil e doloroso,mais que eu tenho fé que será uma grande cura! Nosso relacionamento sempre foi cheio de muito amor,mais com muitos altos e baixos por causa de crises ciúme,eu fiz tudo que podia para mudar isso...abri não dá minha vida profissional,dos meus amigos,dos meus sonhos e de tudo que pudesse causar qualquer tipo de atrito,mais ainda assim,mesmo se esforçando muito havia momentos que o descontrole era maior que ele. Ele sempre foi muito carinhoso,daqueles que diz que ama todos os dias,que sou linda que observa o cabelo a unha o perfume,e que em seu estado normal o marido que você pediria a Deus! Embora eu tenha evitado ler comentários vi alguns que me ofendiam por não ter apagado as fotos das redes sócias,outros me julgando caso eu o aceitasse ele de volta. Sabe por que eu não apago as fotos? Por que elas retratam momentos felizes e cheios de amor,doque adianta apagar as fotos dos bons momentos se todo o resto esta tatuado no coração. Ninguém esquece ninguém apagando ou rasgando fotos,os bons momentos merecem ser lembrados. Ele é o pai da minha filha o homem que eu construí uma família que escolhi viver ao seu lado na saúde ou na doença,na riqueza ou na pobreza até que a morte nos separe...e isso merece respeito. O nosso futuro a Deus pertence e todas as coisas conspiram para o bem dos que amam a Deus...então deixo em suas mãos e creio que ele nos dará direcionamento,seja ele para seguirmos nossas vidas ou para reconstruir nossa família,eu só desejo que sejamos felizes e que tudo que seja feito seja para o nosso bem. Respeitem o nosso momento está sendo muito difícil para todos nós,não julguem sem nos conhecer,por trás de tudo isso existem pessoas igual a você,uma família que sofre,uma filha que chama pelo pai,cheia de saudade...um homem cheio de amor desesperado para reparar seus erros e uma mulher com o coração muito ferido,mais que precisa ser forte pra recomeçar."

Como acontecem os relacionamentos abusivos 

Sabe quando você se relaciona com uma pessoa que tem um ciúmes que vem do nada? Ela te priva da vida social, do trabalho, te faz se afastar de todos devido ao ciúmes e controle. Mas a culpa é sempre sua. Essa é a premissa do agressor, seja a agressão física ou psicológica. Tudo que ele faz, mesmo que seja matar, tem um ótimo motivo por trás.

Nada nunca está bom o suficiente ou você não basta, sua conduta não é boa, a culpa é sempre sua. E sim, aos poucos você começa também a acreditar nessa culpa e desvalidar cada sentimento. Tudo é exagero, tudo foi uma ação impensada e suas histórias se transformam em mentiras porque você está errada. Fim.

Sim, relacionamentos abusivos são extremamente tóxicos e por vezes são reforçados pela conduta do entorno. Amigos, familiares e colegas começam a observar esses comportamentos e permanecem em silêncio. Se falam, no geral jogam a culpa na vítima que “fez por merecer” aquilo. E assim seguimos um ciclo eterno.

E pude sentir tudo isso nesse post da Ellen. Desde a culpabilização dizendo que se fez de coitada e mentirosa, até a parte em que defende Naldo com uma história sobre proteger o próprio filho, esquecendo que ele não é seu filho e sim seu companheiro. Descreve exatamente como Naldo primeiro tinha crises de ciúmes e depois sendo um homem muito carinhoso.

Por fim, defende ele como um homem que está sofrendo… O mesmo discurso sobre como quem agride é uma vítima quando a última coisa que um agressor pode ser é vítima da violência que vem a cometer contra uma mulher. E essa ideia tem nos custado vidas.

Saiba porque Naldo é um exemplo do porque não devemos confiar em agressores

Não confie em agressores

Jamais confie mesmo se eles falarem que pretendem mudar. Como a própria notícia conta, Naldo foi preso com arma de fogo e munição, para um homem que está sofrendo por ser agressivo, isso não condiz muito com o sentimento não é mesmo? É preciso que a sociedade acolha e ajude mulheres nessa situação de abuso.

No geral, nem elas percebem que estão vivendo isso e se encontram numa espiral por vezes sem saída aparente. Condutas públicas assim podem ser usadas como pedras ou como uma forma de conscientização. 

Saiba porque Naldo é um exemplo do porque não devemos confiar em agressores

Outros casos: Emilly, Madonna e tantas outras

Já assistimos casos semelhantes: Emilly, ganhadora do BBB17 foi vítima do então namorado Marcos Harter. Com toda a violência psicológica e física televisionada, uma grande parte do público defendeu o médico, comentando que uma mulher como ela “merecia” aquilo e provocou.

Madonna, a rainha do pop, já defendeu seu ex-marido, o ator Sean Penn, várias vezes quando ele a agrediu nos anos 80. O caso que também contou com grande quantidade de provas, é até hoje colocado superficialmente na mídia e eternamente negado pelos envolvidos.

Casos assim são comuns, igual ao casos próximos de nós: casamentos, namoros, relacionamentos curtos, infelizmente não é sobre a natureza da relação mas a violência de um dos parceiros, e no geral, dos homens.

O que fazer em casos assim?

Li alguns comentários na publicação de Ellen e com alguns concordei, outros até entendo o posicionamento, já alguns dão uma boa exemplificado sobre com o que estamos lidando quando relacionamentos abusivos chegam na grande mídia ou ao conhecimento de pessoas próximas: mais agressão.

Saiba porque Naldo é um exemplo do porque não devemos confiar em agressores
Saiba porque Naldo é um exemplo do porque não devemos confiar em agressores

Comentários assim contribuem para os indices de violência contra a mulher no Brasil pois tiram qualquer chance de perspectiva que a vítima possa ter. É preciso entender que sair de relacionamentos assim é extremamente difícil. Tanto pela parte financeira sim, tanto pela violência psicológica que no geral já isolou e agrediu tanto a mulher que ela se vê em total fragilidade.

Saiba porque Naldo é um exemplo do porque não devemos confiar em agressores

Em casos assim, se aproxime da pessoa, ofereça ajuda ou ombro.

Não devemos jamais confiar em agressores. A vítima é vítima.