CELEBRIDADES

Será que Anitta se diz feminista só para ganhar mais dinheiro?

Author
Será que Anitta se diz feminista só para ganhar mais dinheiro?

Nos últimos dias Anitta está no centro das atenções do público e da mídia. Seja pelo burburinho que Vai Malandra causou, pelos vários shows que a cantora está fazendo pelo Brasil, a carreira internacional ou as respostas certeiras que dá aos críticos famosos. O que foi legal - ou não - nessa semana foi a afirmação que Anitta disse à AFP que se considera feminista e que tenta ir contra o machismo com o trabalho que faz.

Afirmou que "Sim. Eu como mulher tento fazer a minha parte. Falta muito ainda para que todas nós tenhamos direitos iguais". E ainda emendou: "O machismo no Brasil é muito grande. Mas acredito na mudança. Juntas somos mais fortes.

Mas depois de ver todos os clipes e posicionamentos da Anitta, fica a questão: ela está fazendo isso para ganhar mais dinheiro ou realmente se vê como feminista?

Será que Anitta se diz feminista só para ganhar mais dinheiro?

Feminismo como objeto de venda

Já critiquei algumas vezes a visão e uso do feminismo, uma luta social e política, para marcas se apropriarem de vendas e criarem uma imagem. Chamamos isso de branding, uma estratégia que vários famosos, empresas e marcas criam para se posicionar perante a sociedade.

Isso é uma via de mão dupla: se por um lado temos uma parte detentora de grande poder apoiando causas reais, também temos o esvaziamento dessas causas quando suas bandeiras são usadas apenas para o capitalismo. E é nisso que essas afirmações de Anitta me causam um grande medo.

Ela é criticada por várias vertentes pela objetificação da mulher, principalmente a periférica, que está muito mais vulnerável à violência e machismo. Se para ela o feminismo pode se apresentar de uma forma gourmet, usando mulheres e uma música pseudo empoderadora para se apresentar para as riquinhas no programa da Angélica e afins, não, é um grande desfavor Anitta afirmar que pode se dizer feminista.

O feminismo vê direitos e segurança para todas as mulheres, independente da situação, mas muito tem sido discutido sobre a visão interseccional, ou seja: que reflete também sobre a mulher negra, periférica, mãe, em situação de vulnerabilidade muito diferente que uma menina que mora no Leblon, por exemplo.

Dinheiro para abusadores

Será que Anitta se diz feminista só para ganhar mais dinheiro?

Recentemente o diretor do clipe de Vai Malandra, Terry Richardson, foi acusado de assédio sexual por várias pessoas do mercado. Com um nome de peso que também acrescentou poder ao novo trabalho, o questionamento é se só foi visualizado a projeção internacional do trabalho ou Anitta realmente se importa em enriquecer ainda mais abusadores.

Com a campanha global #MeToo, várias atrizes e nomes do entretenimento denunciaram nomes de peso na busca de um mercado seguro. A causa ganhou a capa do Times e tantas outras validações midiáticas, algo importante numa luta que nunca foi igual nesse meio.

Então, me parece não só um tanto de falta de consciência e responsabilidade ter o nome ligado a Terry, como também uma estratégia bem ruim para uma artista que quer se lançar internacionalmente. Afinal, uma coisa é se dizer feminista, outra é viver essa luta.

Será que Anitta se diz feminista só para ganhar mais dinheiro?

Causa x sucesso

Esses dias estava assistindo aquele programa chamado Estrelas, da Angélica, e Anitta estava dando uma entrevista. No final, ela cantou uma de suas músicas de forma tímida. Ao redor, um grupo de pessoas brancas, loiras, bronzeadas e vestidas de branco balançando levemente o corpo.

O contraste da cena me deixou realmente refletindo sobre essa causa do funk que a cantora já se pronunciou. Será que Anitta está se usando para alcançar um objetivo ou já é um objeto de uma outra causa?

Os perigos de se caminhar pelo sucesso é perder a mão e ver seu trabalho que começou com um sentido maior se esvaziar e criar mecânicas de opressão. E se Anitta realmente faz sua parte e se acha feminista, é melhor ficar de olho nisso.

Conte nos comentários: o que você acha dessa afirmação?