ESPORTES

Tiro no pé? Retorno de Sheik divide opiniões

Author

Acreditando no peso de um ídolo, o Corinthians acertou recentemente o retorno de Emerson Sheik, por 6 meses

Tiro no pé? Retorno de Sheik divide opiniões

                                                                   Foto: Estadão Esportes

Na situação atual, entretanto, alguns detalhes são diferentes. Isto porque o atacante já acumula 39 anos e, desde sua última passagem pelo Corinthians abaixo do esperado, em 2015, Sheik passou por Flamengo e Ponte Preta, mas não conseguiu se firmar - marcando apenas 17 gols.

Tiro no pé? Retorno de Sheik divide opiniões

                                                                     Foto: UOL Esportes

E vejamos que o que está em questão não é o mérito ou a história de Sheik, construídos em anos de carreira - onde, inclusive, foi decisivo ao Corinthians para os títulos do Brasileiro, da Libertadores e do Mundial. Como se não bastasse, Sheik foi o primeiro jogador a ser campeão brasileiro por 3 vezes seguidas, representando 3 equipes diferentes. 

Tiro no pé? Retorno de Sheik divide opiniões

                                                                           Foto: SCTimão

Além disto, em 2012, os jornalistas do site goal.com elegeram os 50 melhores jogadores, a nível mundial, considerando-se suas conquistas e atuações. Em 32º lugar, Emerson superou Neymar (36º) e foi o atleta mais bem colocado do ano no futebol brasileiro.

Por fim, suas origens permanecem em sua personalidade, em sua mente e em suas memórias - sendo usadas a seu favor. Após enfrentar e vencer o Boca Juniors, pela Libertadores de 2012, Emerson foi perguntado sobre a tamanha pressão de enfrentar o rival, inclusive, na badalada Bombonera. A resposta foi inusitada...

Tiro no pé? Retorno de Sheik divide opiniões

                                                                      Foto: UOL Esportes.

"Eu nasci e fui criado num lugar muito simples, e vi coisas que talvez muitos de vocês (jornalistas) não viram. Me perguntaram se tinha pressão, alguma coisa do tipo, de jogar na Bombonera (estádio do Boca Juniors, palco do jogo de ida da final). Cara, pressão é deitar na cama e ter medo de uma bala perdida atingir seu corpo. Jogar no estádio lotado com vocês, com bola e grama novas é um privilégio. É momento de desfrutar, não de sentir medo ou pressão!", afirmou.

Tiro no pé? Retorno de Sheik divide opiniões

                                                                        Foto: R7 Esportes

Ler estes pequenos trechos é, inclusive, motivo de admiração e inspiração. Mas a questão em evidência, neste momento, é:

Trazer Sheik de volta não representa grandes riscos? Afinal, com situação financeira complicada, o Corinthians desembolsará R$150.000,00 mensais, só em salários com o jogador. Além disto, Sheik - que tem uma história linda pelo clube - poderia colocar em risco toda a boa imagem construída. Até porque, sendo realistas, a última passagem pelo Alvinegro já foi um fiasco, com 3 gols em 20 jogos.

Tiro no pé? Retorno de Sheik divide opiniões

                                                                           Foto: Folha.UOL

Se depender do jogador, conforme entrevista concedida na apresentação, há uma grande lição aprendida com Tite, de que "no futebol, as respostas são dadas em campo", e é isto que ele fará nos próximos meses.

Mas para você, fã do esporte, é inteligente a nova passagem firmada pelo Corinthians?