ESPORTES

Todos os ricos são egoístas?

Author
Todos os ricos são egoístas?

Muita gente tem o pensamento binário e tem tendência a pensar que as pessoas não podem ser mais de uma coisa só, por exemplo: se é ruim não pode ter bons atos, se é rico não pode ser bom, se é pobre tem que ser humilde, se é rico nunca vai ser humilde... e várias coisas do tipo.

Isso é algo que eu já venho falando há tempos, sobre o binarismo no pensamento do brasileiro-padrão. Fica claro até quando analisamos a política nacional. Quando eu digo que não concordo que alguém seja condenado sem provas, logo me chamam de de lulista, petista, comunista e coisas do tipo com intenção de me ofender — mas não me ofendo com isso.

Da mesma forma, se falo mal de um candidato que não tem nem plano de governo também tentam me atingir com as mesmas palavras que citei acima.

Todos os ricos são egoístas?

                                   Neymar é o quinto atleta que mais faz caridade no mundo.

Bom, deixando a política de lado... Nem todo mundo que tem dinheiro deixa de ajudar quem precisa. Vários milionários e bilionários no mundo tentam dormir com a mente mais tranquila ajudando os mais pobres. É claro que perto de tanta desigualdade e má distribuição de renda, as pouca pessoas que tentam fazer a diferença acabam não conseguindo tanto impacto quanto pensam.

Veja os exemplos a seguir:

Bill e Melinda Gates

Todos os ricos são egoístas?

Melinda Gates e seu marido Bill em uma foto com a presidenta eleteita do Brasil, Dilma Roussef.

De acordo com o site Razões para acreditar, a Nigéria já teve mais da metade dos casos de poliomielite (também conhecida como paralisia infantil) registrados no mundo. Sem recursos financeiros para combater o número crescente de casos da doença em 2014, a Nigéria recebeu do Japão um empréstimo para erradicar tal mal – e foi o que aconteceu!

E o casal Gates decidiu, então, pagar a dívida dos nigerianos com os japoneses, através da Bill and Melinda Gates Foundation, a maior organização filantrópica particular do mundo.

Cristiano Ronaldo

Todos os ricos são egoístas?

                      Cristiano Ronaldo doou uma de suas bolas de ouro para a caridade.

De acordo com o G1, o site "Athletes gone good" divulgou a edição 2015 de uma lista que aponta os 20 atletas que mais se envolveram em causas beneficentes no último ano, colocando o luso como primeiro colocado. O mesmo site diz que Cristiano arrecadou dinheiro para ajudar diversas causas, como a doação de US$ 83 mil para uma criança de 10 anos que precisava de uma cirurgia no cérebro e o repasse de US$ 165 mil para um centro de tratamento contra o câncer em Portugal, que já cuidou de sua mãe.

Warren Buffet

Todos os ricos são egoístas?

                                                                        Warren Buffett

O Bilionário Warren Buffett comprometeu-se, em 2006, a doar 99% de sua fortuna às causas nobres, ao longo da vida e após sua morte. Em 2016 ele tinha uma fortuna de 50 bilhões de dólares. Veja uma carta do mega-rico:

“Eu trabalhei em uma economia que recompensa quem salva a vida de outros no campo de batalha com uma medalha, recompensa um grande professor com bilhetes de agradecimento dos pais, mas recompensa aqueles que detectam a distorção de preços de ativos com somas que atingem os bilhões. Em suma, a distribuição do destino é fruto do capricho. A minha reação e a da minha família à nossa sorte extraordinária não é culpa, mas gratidão. Ao usar mais de 1% dos meus ativos com nós mesmos, nem nossa felicidade, nem nosso bem-estar sofreriam melhora. Em contraste, os demais 99% podem ter um efeito enorme na saúde e na prosperidade de outros. A realidade estabeleceu um caminho óbvio para mim e para minha família: manter tudo que nós possamos precisar e distribuir o restante às necessidades da sociedade. Meu compromisso nos inicia neste caminho.”

Impactos

Não posso deixar de elogiar Bill e Melinda Gates, muito menos Cristiano Ronaldo e Warren Buffet. Eles estão tentando fazer a parte deles. Admiro que façam isso, até porque, com o tanto de dinheiro que eles têm, o sossego e a boa qualidade de vida deles, das famílias deles e de todas as suas gerações futuras está garantida por um tempo quase ilimitado. Ou seja, eles têm grana suficiente para ficarem "bens de vida" por centenas de anos — talvez até mais.

Porém, mesmo com as doações deles ainda há 16 mil crianças morrendo de fome diariamente, de acordo com a ONU. Então é pouquíssima diferença mesmo que eles fazem no mundo. Por melhor que sejam as intenções.

Todos os ricos são egoístas?

Mas vejam bem: isso não é um crítica a eles. Eles trabalharam duro para conseguir tudo o que têm, eu entendo isso. Se eles têm tanta grana é porque mereceram. Mas e essas 16 mil crianças que morrem de fome todos os dias? Elas não merecem?

O problema é maior que nós e é maior que eles também. Por mais dinheiro que tais celebridades possuam, o sistema em que vivemos é assim. De acordo com o documento da Rio +20 da ONU, "a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estima que as perdas globais dos alimentos e o desperdício cheguem a 1,3 bilhão de toneladas por ano - cerca de um terço da produção mundial de alimentos. Os pequenos agricultores fornecem até 80% dos alimentos nos países em desenvolvimento, então investir neles é uma forma importante de aumentar a produção de alimentos."

Com isso posso responder a pergunta do título: nem todos os ricos são egoístas, muitos querem fazer o bem. Mas por mais que esses bilionários sejam bons e queiram ajudar, ainda é pouco o que fazem — infelizmente. Enquanto o dinheiro for mais importante que a natureza e as pessoas, haverá fome, violência e desgraças. E enquanto houver má distribuição e hiperconcentração de renda o cenário não será diferente.

Todos os ricos são egoístas?

                                                                         Má distribuição.