FUTEBOL

Robinho é condenado a 9 anos de prisão na Itália por crime de violência sexual

Author

Nove anos de prisão. É essa a condenação que o atacante Robinho, hoje no Atlético-MG, levou da nona seção do Tribunal de Milão por um crime de violência sexual ocorrido em 22 de janeiro de 2013 contra uma jovem albanesa então com 22 anos. O caso teve ainda a participação de outras cinco pessoas, segundo a imprensa italiana, e aconteceu em uma discoteca de Milão.

Na época, Robinho jogava pelo Milan e já havia se defendido da acusação dizendo que o episódio havia sido levantado sem qualquer fundamento. Agora, a justiça italiana deu seu veredicto. 

"Sobre o assunto envolvendo o atacante Robinho, em um fato ocorrido há alguns anos, esclareço que meu cliente já se defendeu das acusações, afirmando não ter qualquer participação no episódio. Todas as providências legais já estão sendo tomadas acerca desta decisão em primeira instância", disse Marisa Alija, advogada de Robinho, em nota.

Como essa sentença foi dada em primeira instância, cabe recurso ao jogador e a pena ainda não será aplicada.

Robinho é condenado a 9 anos de prisão na Itália por crime de violência sexual

 Foto: Thomás Santos/AGIF

Robinho já passou por uma outra acusação de crime sexual, mas quando jogava no Manchester City: em 2009, ele teria abusado de uma jovem numa boate em Leeds. O jogador prestou esclarecimentos e acabou sendo liberado.

O atacante voltou ao Brasil em 2014 para jogar no Santos, depois atuou no futebol chinês e desde 2016 está no Atlético-MG.

#futebol #esportes #crime #milan #violência #estupro #polícia #justiça