FUTEBOL

Acabou a invencibilidade do São Paulo. Pela taça, time precisa de um goleiro bom

Author

Não seria louco, tampouco cruel, em jogar a culpa da perda da invencibilidade do São Paulo em cima de algum jogador. Mas já faz algum tempo que o time vem provando ter necessidade de um bom goleiro. Um nome de peso debaixo das traves e vejo a equipe de Diego Aguirre pronta para voltar a brigar por taças. Sidão é instável, passa pouca confiança, e Jean não se adaptou com a camisa Tricolor.

Na virada sofrida diante do Palmeiras, por 3 a 1, os dois primeiros gols não podemos colocar na conta de alguém. Se fossem anulados por impedimento ninguém questionaria. Já o terceiro Sidão poderia muito bem ter defendido. E aí está o problema. Da mesma maneira que faz boas defesas, vira e mexe ele "entrega", aceita uma bola defensável.

Na invencibilidade de 11 jogos, com os jogadores de linha se destacando, as falhas acabaram encobertas. Até então não vinham sendo sentidas. Mas uma hora a conta chega e pontos preciosos podem ser desperdiçados por erros bobos.

Após resgatar o prestígio e encostar na liderança, onde deve sempre estar, o Tricolor provou que o sofrimento de 2017 de andar entre os piores não vai mais acontecer. Só queria vê-lo com um pouco mais de ousadia diante de alguns gigantes e com uma "muralha" no gol.

Desde a já distante aposentadoria de Rogério Ceni que ninguém consegue se firmar entre as traves. Um 1 de peso e colocaria o time entre os favoritos neste Brasileiro. Ainda o vejo brigando pelo título, mas ressabiado com a insegurança que noto no gol. Não peço a cabeça de Sidão, não quero sacrificá-lo, apenas faço uma constatação do que sinto e ouço de amigos tricolores. Quem sabe ele não se redime e eu queime a língua.

Acabou a invencibilidade do São Paulo. Pela taça, time precisa de um goleiro bom