FUTEBOL

Acabou a validade? Gabigol faz "besteiras" e santistas já o chamam de "burro"

Author

Gabriel Barbosa voltou ao Brasil para mostrar que "não desaprendeu" a jogar futebol e que foi injustiçado em sua passagem pela Europa. O renascimento começou da melhor maneira, com gols em quatro jogos seguidos com a camisa do Santos. Mas... O prazo de validade e a harmonia com a torcida de Gabigol parecem abalados após duas besteiras do jogador, já chamado de "burro".

Acabou a validade? Gabigol faz

Muitos santistas se irritaram quando o atacante levou o terceiro cartão amarelo antes do clássico com o Corinthians por finalizar após a marcação de um impedimento. Ele alegou não ter ouvido o apito, apesar de muita gente ter desconfiado que forçou o lance justamente para não enfrentar o arquirrival. Seria uma amarelada? O técnico Jair Ventura absolveu o jogador de culpa e disse acreditar em sua justificativa. Na verdade, mais pareceu o primeiro incêndio apagado pelo comandante diante do garoto-problema. Gabigol pouco jogou por Internazionale e Benfica em quase dois anos de Europa. Mas confusão foi sua marca. Ele bateu boca com técnico, saiu no tapa com companheiro e foi para a balada em dia de jogo. Acabou encostado nos dois clubes, fora dos planos e resolveu se reabilitar no Santos, onde foi revelado. Não antes de cobrar uma dívida do clube na justiça, o que já irritou. Agora, o atacante quase complica uma partida de Libertadores na qual só a vitória interessava ao Santos, com expulsão infantil ainda no primeiro tempo. Ele recebeu dois amarelos de maneira boba, o primeiro ao empurrar um jogador e reclamar e o segundo com entrada dura e desnecessária no zagueiro polenta.

Saiu de campo aos 43 minutos sob gritos de "burro, burro". Mesmo com um a menos, o Santos ganhou por 3 a 1. Mas ficará sem seu principal jogador diante do Estudiantes, na Argentina. Recebendo cartões em todos os jogos, Gabigol pediu desculpas ao time e ao técnico. Prometeu se comportar melhor e ignorou as cobranças das arquibancadas. "Quando me chamam de craque eu não ouço. Quando me chamam de burro também não vou ouvir", disparou, jogando a culpa da expulsão num exagero do árbitro. Gabigol devia assumir seu erro e rever seus conceitos, senão vai sumir do futebol como muitos. E não por falta de chances. Acorda, garoto!