FUTEBOL

Egito é bem fraquinho sem o astro Salah e isso ficou claro em surra para Bélgica

Author

Dá para entender o sacrifício que os egípcios estão fazendo para levar o astro Mohamed Salah para a Copa do Mundo da Rússia. Além de o rei dos faraós ser "dono" do time, sem ele a seleção fica bem fraquinha, como constatado na surra para a Bélgica.

Egito é bem fraquinho sem o astro Salah e isso ficou claro em surra para Bélgica

Mo Salah se recupera de uma lesão no ombro sofrida na final da Champions League e nem se sabe em qual estado clínico chegará ao Mundial. Mesmo assim, foi confirmado entre os convocados e com a camisa 10.

Nos pés do atacante estão depositadas as esperanças de uma inédita classificação às oitavas de final da Copa. Num grupo sem adversários entre os favoritos, casos de Uruguai, Irã e a anfitriã Rússia, todos têm totais condições de avançar. Mas...

O Egito fez um amistoso diante da boa Bélgica para ver como se comportaria sem a estrela. E o resultado foi o que todos temiam: não há como encarar nenhum rival por igual sem Salah. A derrota por 3 a 0 provou que os egípcios pouco produzem ofensivamente sem seu goleador. Pior, ainda cometem erros bobos na defesa. Que o camisa 10 se recupere até a Copa. Senão, a seleção vai só passear na Rússia.

Egito é bem fraquinho sem o astro Salah e isso ficou claro em surra para Bélgica
Egito é bem fraquinho sem o astro Salah e isso ficou claro em surra para Bélgica
Egito é bem fraquinho sem o astro Salah e isso ficou claro em surra para Bélgica