ESPORTES

Ele perdeu 3 anos de NFL por usar drogas antes dos jogos. Voltará pela redenção

Author

Não é fácil para um atleta assumir o uso de drogas. Antes de todos os jogos, então, o suicídio da carreira. Mas nos Estados Unidos, um jogador do Cleveland Browns que surgiu como um fenômeno, mas perdeu três anos de NBA pela "vida louca", ganhou chance para a busca da redenção.

Josh Gordon surgiu como uma máquina de conquistar jardas em 2013, seu segundo ano da liga. Foram impressionantes 1656 jardas do melhor wide receiver daquela temporada. Nascia ali uma estrela das recepções.

O sucesso, contudo, sucumbiu diante das baladas, o uso excessivo de álcool e o consumo descontrolado de drogas. Josh não média as consequências e o vício dominava seu corpo e sua mente. Um exame antidoping constatou o que todos já imaginavam.

Ele perdeu 10 jogos em 2014 por suspensão e passou toda a temporada de 2015 cumprindo pena. Quis voltar em 2016 e travou batalha com tribunais para provar que "estava limpo" após tratamento e internações em clínicas de desintoxicação. Não conseguiu.

O jogador revelou em recente entrevista para a revista GQ que entrava drogado em todas as partidas, até mesmo na NCAA (liga universitária) e assumiu não ter feito um jogo sequer na carreira sem estar "ligadão". Disse ainda como tentava, muitas vezes em vão, se comportar para evitar ser flagrado.

Sua tática não deu certo e o jeito foi provar sua recuperação nos tribunais. E mais uma tentativa sem sucesso aconteceu em março deste ano. Pediram mais seis meses de tratamento. Ele cumpriu e agora tem a oportunidade de provar que é um novo homem e está apto para novamente assombrar o mundo.

Ele perdeu 3 anos de NFL por usar drogas antes dos jogos. Voltará pela redenção