ESPORTES

Essa doeu. Acidentes impressionantes marcam primeiros dias dos Jogos do Rio

Author

Está bonito a celebração do esporte nos Jogos do Rio. A torcida dá show nas arquibancadas e os atletas procuram responder no campo, quadra, pista, piscina, tatame... Mas nem tudo são flores e os acidentes marcam presença.

Essa doeu. Acidentes impressionantes marcam primeiros dias dos Jogos do Rio

Momentos de tensão aconteceram nas competições, causando preocupação e protagonizando cenas assustadoras, como o acidente da holandesa Annemiek van Vleuten no ciclismo de pista.

Ela liderava a prova quando derrapou, se desequilibrou e capotou com sua bicicleta, batendo a cabeça no chão. A atleta foi parar no hospital, com concussão e ficou alguns dias internada. Contudo, já teve alta e passa bem.


No levantamento do peso a cena marcante fiou por conta do armênio Andranik Karapetyan, que ao tentar levantar 195 quilos, quebrou o braço e saiu chorando de dor.


A ginástica também teve sustos com quedas absurdas e acidentes inesperados. O francês Samir Ait Said protagonizou uma das cenas mais angustiantes ao quebrar a perna na aterrissagem do salto. Uma cubana se desequilibrou após o salto e bateu a cabeça no cavalo.


No solo, Catalina Escobar Gómez, da Colômbia, caiu de joelhos no encerramento de uma série de saltos e saiu carregada, com dor nos joelhos.


Nossa pequena notável Flávia Saraiva também não escapou de queda. Ela passou direta nas paralelas. Mas voltou e fez bonito.

Para o brasileiro Ruy Fonseca, o concurso de saltos do CCE foi de vídeo cassetada. Durante a prova, seu cavalo refugou e o lançou longe. Uma bela pirueta.


Tivemos outros dois acidentes graves no cross country, após tropeços dos cavalos.