CURIOSIDADES

Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma

Author

Desde o anúncio da transferência para o Golden State Warriors que a torcida do Oklahoma City Thunder preparava "o pior dia da vida" para Kevin Durant em seu retorno à Chesapeake Energy Arena. O 11 de fevereiro de 2017 era para ser o maior pesadelo na vida do pivô. Mas ele respondeu à altura.

Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma

Durant já havia enfrentado sua ex-equipe duas vezes na temporada, ambas em Auckland. Agora foi em Oklahoma e ele sentiu na pele como a torcida o considera um "traidor".

Foi vaiado o jogo todo, viu os torcedores com cartazes ofensivos, bateu boca com Russell Westbrook, que o provocou o jogo todo e ainda quase brigou com Andre Roberson, com quem trocou cabeçadas de leve após sofrer uma falta dura.

Diante de tanta adversidade, o camisa 35 dos Warriors respondeu da melhor maneira: com 34 pontos, um show nas bolas de três (acertou seis tentativas) e vitória arrasadora por 130 a 114.

Durant já sabia que sua noite não seria fácil. Mas mostrou que é diferenciado desde sua entrada em quadra. Com um fone de ouvidos gigante, fingiu não ouvir as vaias no aquecimento. Muitos gritavam "cupcake, cupcake, cupcake", no linguajar do basquete, "mole". Ainda o chamaram de traidor.

Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma

Muitas pessoas carregavam cartazes com fotos de cupcake e até uma torcedora se caracterizou do bolinho com o número 35. Ele só ria.

Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma
Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma
Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma
Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma

Na quadra o clima também foi quente. Westbrook deu dois empurrões no ex-companheiro no primeiro quarto, ambos ignorados pela arbitragem. No terceiro, após uma enterrada para cima de Durant, Westbrook ainda o encarou e provocou: "estou voando". A resposta foi imediata. "Está perdendo". Ainda foi derrubado por Anderson, não gostou e ficaram cabeça-a-cabeça.

Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma
Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma
Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma

Pior, a reação do Oklahoma no placar deixava a torcida inflamada. Mas Durant acabou com a euforia em cesta de três de longe já no quarto período. Ali o jogo "acabou". Numa parrida em que enterrou, fez belas cestas e foi o maior pontuador dos Warriors, Durant provou que provocado ele fica ainda melhor.

Seu sorriso largo no rosto foi a melhor resposta na terceira vitória seguida contra o ex-clube e agora com 113 pontos marcados nos confrontos. Por fim ainda viu seus companheiros Draymond Green e Stephen Curry ironizarem as provocações vestidos com camisas com cupcake.

Ofensas, vaias, provocação, briga... nada inibe Durant em sua volta a Oklahoma