FUTEBOL

São Paulo consegue se livrar do peruano Cueca e ainda lucra uma boa grana

Author

A diretoria do São Paulo está sorrindo à toa, soltando rojões, brindando a venda do meia Cueva. Fez um negócio da China. Ou melhor, da Rússia. O Krasnodar aceitou investir R$ 36 milhões no camisa 10 da seleção peruana, para alívio Tricolor, que se livra do problemático jogador. Cueca jamais respeitou a camisa do São Paulo. E piorou bastante nos últimos tempos. Adorava se atrasar, voltava com dias de atraso das viagens, sobretudo para defender seu país, estava desinteressado dentro de campo e chegou a pedir para não ser relacionado para jogos simplesmente por não ser escalado como titular. Cueva fazia o que um profissional tem de mostrar num clube tudo ao contrário. E nem se importava. Sentindo-se um craque, desrespeitada companheiros, treinador e até diretoria. Jogava quando queria, fingia que se empenhava. Sem contar com o jogador - para variar voltou depois da data marcada da copa do Mundo -, o clube acreditava numa boa apresentação dele na Copa da Rússia para achar alguém que pagasse ao menos R$ 50 milhões. Não deu. Mesmo assim a festa é grande no Morumbi. Cueva custou R$ 8,8 milhões e vai para o futebol russo por R$ 36 milhões. Nada melhor que se livrar de uma "laranja podre" ainda faturando uma boa graninha. Que baita negócio!

São Paulo consegue se livrar do peruano Cueca e ainda lucra uma boa grana