FUTEBOL

Seleção precisa aprender a jogar sem Neymar, que não estará 100% na Copa

Author
Seleção precisa aprender a jogar sem Neymar, que não estará 100% na Copa

Tite adiou a convocação para os amistosos diante de Rússia e Alemanha, já nos estádios da Copa, de 2 para 12 de março na esperança de ter Neymar. A confirmação que o jogador passará por cirurgia no pé e só volta no fim do mês de maio, porém, obriga o treinador a buscar alternativas para "ensinar" o time a jogar sem o craque, muito provavelmente abaixo dos 100% no Mundial. A ideia do técnico era testar como a seleção de comportaria em solo russo diante da pressão dos anfitriões da Copa e também frente à forte Alemanha, atual campeã. Seria a "prova de fogo" para Neymar e companhia. Os planos, entretanto, foram por água abaixo. Num lance isolado em jogo do Campeonato Francês, o nosso camisa 10 pisou em falso e torceu o tornozelo. Saiu de campo chorando já prevendo o pior. Neste sábado ele passa por cirurgia no quinto metatarso do pé direito - fratura no osso do dedinho - com o médico da seleção, Rodrigo Lasmar, em Belo Horizonte.

----- Esse é só um lado dessa história. Veja outro:

------ Serão até três meses sem Neymar, o que causa apreensão e desespero para os brasileiros. O astro volta com o fim da temporada europeia e, portanto, sem jogos oficiais para recuperar o ritmo e testar sua reação à cirurgia. A CBF ainda estuda dois amistosos para junho, dias antes da Copa, mas é pouco para vermos o astro totalmente pronto. Tite pode testar Willian e Philippe Coutinho juntos, ousar com dois centroavantes (Gabriel Jesus, também voltando de lesão) e Roberto Fimino ou mesmo inovar e buscar nomes novos. Ele anda de olho em Malcom e, quem sabe, não arrisca com Lucas Moura ou Douglas Costa. São muitas possibilidades e uma certeza: o time precisa aprender a jogar sem Neymar, mesmo sendo impossível substituí-lo à altura.

Foto: Divulgação/CBF