ESPORTES

Tricampeão de beisebol com os Yankees revela que "fazia sexo" durante os jogos

Author

A concentração antes de disputas esportivas, não importa a modalidade, foi criada para que jogadores ficassem descansados, longe das baladas ou noitadas com mulheres. Até hoje o sexo antes de partidas é proibido. Mas, se prejudica o rendimento, não disseram isso para Darryl Strawberry, que foi tricampeão da MLB com o New York Yankees e campeão com o New York Mets "transando" durante os jogos.

Um dos principais jogadores da liga norte-americana de beisebol entre os anos 80 e 90, o astro teve muitos problemas com sexo e drogas no auge da carreira e acabou assumindo os vícios.

Mas foi no programa "The Dr. OZ Show", da emissora Sony, desta semana, que ele revelou as "proezas" que fazia durante as nove entradas de uma partida. Protegido por companheiros, ele dava escapadas rumo ao vestiário para saciar o vício do sexo.

Perguntado sobre essa mania de sexo, Strawberry revelou: "Era um estilo de vida louco. Durante os jogos? Sim", afirmou. "Eu ia entre as entradas, ou pausas como essas, dava uma corrida e uma pequena festa estava acontecendo. Eu achava que era muito legal. Mas era um vício", lembrou.

Hoje ele reconhece que os "amigos muito legais" que o encobriam, na verdade, jogavam contra apoiando seu "vício". O desempenho em campo nunca ficou prejudicado, mas ele sabe que burlou regras. Os três títulos esconderam os atos de indisciplina.

Tricampeão de beisebol com os Yankees revela que "fazia sexo" durante os jogos
Tricampeão de beisebol com os Yankees revela que "fazia sexo" durante os jogos
Tricampeão de beisebol com os Yankees revela que "fazia sexo" durante os jogos