FUTEBOL

A epopeia do Tucumán: voo atrasado, corrida ao campo, uniforme emprestado e vaga

Author

O fairplay no futebol vem se destacando nos últimos anos para o bem da modalidade. E ele fez valer ainda mais a classificação do Atlético Tucumán à próxima fase da Libertadores. O clube argentino viveu uma enorme epopeia para jogar em Quito e podia ter caído por W.O.

Tudo por causa de falhas na logística da equipe. Para fugir da altitude de Quito (2,8 mil metros), os argentinos escolheram treinar em Guayaquil. Preparação feita, início do martírio, com a não liberação do voo fretado com uma empresa chilena.

A epopeia do Tucumán: voo atrasado, corrida ao campo, uniforme emprestado e vaga

O jogo estava marcado para 22:15 e o clube chegaria poucas horas antes à capital equatoriana para encarar o El Nacional. Mas sem voo...

O W.O. parecia certo. Não havia como chegar a tempo. Surge a possibilidade de novo voo, mas sem parte dos dirigentes e torcedores. E a aceitação do rival de esperar por 45 minutos, como manda o regulamento.

Lá se foram 19 jogadores e seis integrantes da comissão técnica rumo a uma corrida contra o tempo. E com outra preocupação: os uniformes não vieram no voo.

Às 22:25 o avião pousa. Havia ainda o translado até o estádio, o problema da roupa e com o relógio. Pegaram um ônibus com uma espécie de piloto de corridas. Escoltados e em alta velocidade (chegou a andar a 130 km por hora), enfim chegaram no estádio.

Dirigentes argentinos providenciaram um uniforme emprestado da seleção sub-20 que disputa o Sul-Americano em Quito ao Tucumán. O El Nacional aceitou esperar por mais 30 minutos.

Depois da aventura e com quase 1h30 de atraso o Atlético Tucumán estava em campo, sem direito a aquecimento, para mais 90 minutos de aventura. Vestido de seleção, fez 1 a 0 com Zampedri - foi 2 a 2 em casa - e carimbou a vaga após um dia muito louco.

A epopeia do Tucumán: voo atrasado, corrida ao campo, uniforme emprestado e vaga
A epopeia do Tucumán: voo atrasado, corrida ao campo, uniforme emprestado e vaga
A epopeia do Tucumán: voo atrasado, corrida ao campo, uniforme emprestado e vaga
A epopeia do Tucumán: voo atrasado, corrida ao campo, uniforme emprestado e vaga