FUTEBOL

Casagrande chora e nos faz chorar com emocionante depoimento: "Copa sóbrio"

Author

Não é fácil para uma pessoal comum assumir vícios. Famoso, então, fica ainda mais complicado. Ela ganha rótulos, é discriminado, julgado. Casagrande já faz um bom tempo luta contra a dependência química e resolveu assumir essa batalha de frente. Há alguns meses vem expondo sua vida, seus pesadelos e emocionou o Brasil inteiro com a mensagem de despedida na Rússia ao festejar uma cobertura "sóbria" pela primeira vez na vida. Não teve como não chorar com ele.

"Essa Copa do Mundo foi a mais importante da minha vida. Eu tinha a proposta de ir sóbrio, ficar sóbrio e voltar sóbrio. E eu consegui", afirmou o comentarista, sem segurar a emoção com sua vitória pessoal. Sua voz embargou e muita gente, sem vê-lo, chorou junto. Até o narrador Galvão Bueno.

O choro era de felicidade. O profissional cumpriu bem seu papel na Rússia como nunca havia feito antes. As recaídas atrapalharam ao longo da vida toda. Neste domingo, após França x Croácia, ele tinha e merecia se abrir. Mostrar que mudou, que venceu a batalha contra as drogas.

Casagrande nunca escondeu sua dependência química. Já passou por tratamentos, internações e sofreu com overdoses até na frente dos filhos, seu alicerce. Quase morreu, não se rendeu e hoje serve de exemplo para muita gente.

Sua persistência impressiona. Ele usa a luta, ou vitória, pois está ganhando essa batalha, para dar palestras a jovens e também outras pessoas com seu mesmo problema. Ensina a como combater algo que parece invencível de peito aberto. E com superação. Parabéns pelo depoimento corajoso e sincero.

Casagrande chora e nos faz chorar com emocionante depoimento: "Copa sóbrio"