FUTEBOL

Corinthians "comemora" pagar salários para jogador defender outra equipe

Author

Autor do primeiro gol da Arena de Itaquera, ainda defendendo o Figueirense, Giovanni Augusto chamou a atenção, era visto como promissor e nome de peso para ajudar o Corinthians perde em 2016, que não poupou esforços (e dinheiro) por sua contratação. Mas a decepção foi tão grande que agora o clube "faz festa" por pagar para ele defender outra agremiação. Como o armador tem contrato com o Timão até 2019 e, desta maneira, está preso ao campeão brasileiro, emprestá-lo foi a saída encontrada para não ficar jogando dinheiro fora após investimento de R$ 13 milhões. Giovanni Augusto estava fora dos planos do técnico Fábio Carille e nem foi relacionado para o Paulistão. O interesse do Vasco em contratá-lo cai como uma luva, mas os cariocas se assustaram com o alto salário. Então o Corinthians, como uma mãe, se dispôs a pagar R$ 120 mil mensais para que o jogador atuasse por empréstimo no Rio. O Vasco pagará a outra parte, mas bem mais baixa em relação a que ele ganhava em São Paulo. Giovanni Augusto "baixou" os vencimentos para não ficar sem jogar. Além de se livrar de um "encosto" nos próximos 11 meses, o Timão ainda economizará R$ 2,2 milhões, já que o salário do armador no clube era de R$ 320 mil. Um exagero.

Corinthians

Foto: Divulgação