FUTEBOL

Corinthians de Osmar Loss perdeu o DNA organizado de Tite e Fábio Carille

Author

Osmar Loss podia se candidatar a professor de oratória, pois fala bem é convincente que só. Mas como treinsdo profissional... O corintiano se acostumou nos últimos anos, a torcer para um time sem estrelas, porém com uma organização impressionante. O DNA do time com Tite e Fábio Carille está se perdendo nas mãos do interino ,- sim, ele não foi efetivado no cargo. Nem deve.

Corinthians de Osmar Loss perdeu o DNA organizado de Tite e Fábio Carille

Antes de Loss assumir, dava gosto ver o Corinthians em campo. O time sabia sofrer, mas também atacava, administrava a posse de bola e, o melhor, vencia. Vitória, agora, se tornou coisa rara. São sete jogos e um mísero, magro e enganoso triunfo.

Loss, tradução para perda, parece fazer valer o sobrenome, para alegria dos rivais. O pior é que das quatro derrotas, nenhuma veio de maneira injusta. O time dele nunca jogou bem. NUNCA. E olha que muitos rivais vinham pior que o Timão.

Sob a batuta do gaúcho, o Corinthians perdeu em casa do eliminado Millonarios, na Libertadores, e foi presa fácil fora de casa para o líder Flamengo, o Internacional e o frágil Bahia nesta quarta-feira. Conseguiu segurar só o Sport. Em casa, além da derrota na Libertadores, empates dolorosos contra os ameaçados Santos e Vitória e um 1 a 0 sofrido diante do América-MG.

O Timão, atual campeão brasileiro, vai para a parada da Copa do Mundo no 10° lugar. O Vasco tem um jogo a menos e pode ultrapassá-lo. Próximo demais da zona de rebaixamento, Loss, ao invés de assumir que não consegue fazer o time jogar, vem com discurso de "brigar por título". Está de brincadeira. Devia pedir demissão após não fazer nada e ainda "inventar" Marquinhos Gabriel de titular e resgatar o "péssimo" Kazim.