FUTEBOL

Corinthians ouve torcedoras e desiste de trazer jogador que agredia a namorada

Author

O acordo estava pronto, faltavam apenas os exames médicos e a assinatura do contrato. Mas a reação negativa das torcedoras fizeram o Corinthians voltar atrás e desistir da contratação do atacante Juninho, do Sport. As corintianas não aceitavam, em hipótese alguma, um agressor de mulheres em seu clube do coração.

Juninho só foi comunicado da decisão corintiana em desistir do negócio já em São Paulo e seu advogado vai processar o clube por danos morais. Tentará tirar uns trocados do Alvinegro, que prefere manter a paz com sua torcida.

O Corinthians é contra o machismo no futebol e faz uma campanha, a #RespeitaAsMinas, além de manter time feminino e lançar produtos para suas torcedoras. Mas parece não ter avaliado o extracampo de Juninho antes de contratá-lo, o que gerou as críticas e o leva mal-estar com a torcida.

O atacante de 19 anos que viria por empréstimo para o time de base chegou a ser preso em Recife e responde na Justiça por agressão a ex-namorada, o que fez torcedoras criarem campanha nas redes sociais contra o negócio.

Assustado com a repercussão negativa, o presidente Andrés Sanchez mandou encerrar o negócio na hora e soltou nota oficial para acalmar os corintianos.

"Considerando as inúmeras manifestações de torcedoras e torcedores contrários à eventual contratação de Juninho, informamos que ele não fará parte de nosso quadro de funcionários. O momento exige que o congraçamento de mentes em torno da causa feminista se sobreponha a quaisquer outras considerações", explicou em trecho do comunicado. As corintianas mostram sua força e agradecem.

Corinthians ouve torcedoras e desiste de trazer jogador que agredia a namorada