FUTEBOL

Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos

Author

Acabou a briga pela taça do Campeonato Brasileiro menos disputado de todos os tempos. "Culpa" do heptacampeão Corinthians, que dominou a classificação desde a rodada inicial e se tornou o maior vencedor da era dos pontos corridos em noite iluminada do artilheiro Jô. A festa foi incrível na vitória de virada sobre o Fluminense, por 3 a 1, na Arena de Itaquera.

O grito de campeão já havia dado o ar da graça no 1 a 0 sobre a Chapecoense, no começo do turno, ficou ainda mais forte diante do Avaí e neste dia da Proclamação da República se tornou efetivo. Agora não há quem alcance o Timão. Aquela equipe que muita gente previa na luta contra o rebaixamento não deu chances para Grêmio, Palmeiras e Santos, os principais perseguidores.

Com muito merecimento, o Corinthians garantiu sua sétima taça da Série A com três rodadas de antecedência. Quatro delas vieram após a mudança para pontos corridos, em 2003. A equipe deu a volta olímpica em 2005, 2011, 2015 e agora. Em mata-matas se garantiu em 1990, 98 e 99.

Méritos para o técnico Fábio Carille e seu esquema tático muito bem aceito e desempenhado por seus jogadores. Com marcação forte, contragolpes rápidos e dedicação de todos, o time fez valer mais uma vez o rótulo de "Todo Poderoso."

Foi quem mais venceu (21 vitórias), quem perdeu menos (só seis vezes) e dono da defesa menos vazada (sofreu 24 gols). Acha pouco? Dos 19 rivais na competição, ganhou de 18 deles. Pode "completar" o pacote se bater o Flamengo no domingo. No primeiro turno, o confronto contra a equipe carioca terminou em empate.

Sem craques, o Corinthians mostrou que união, vontade e planejamento valem mais que milhões em investimentos. Jô é o artilheiro do time e da competição (18 gols com os dois de ontem - Jadson completou o placar), Romero, o símbolo da raça, Cássio fechou o gol na competição e Balbuena e Pablo formaram dupla de zaga hiper segura. Os laterais e os volantes foram "bravos" e Rodriguinho e Jadson deram o toque de classe na armação, sobretudo no primeiro turno. Sem contar os talismãs Clayson, Kazim, Giovanni Augusto...

Depois de dividir a ponta com a Chapecoense nas quatro primeiros jogos, o Timão virou líder isolado na quinta rodada para nunca mais ser ameaçado. Foram impressionantes 47 pontos num turno perfeito e depois só administrar a enorme vantagem. No jogo decisivo, um susto com gol no primeiro minuto do Fluminense. Tensão? Sim. Nervosismo? Sim. Mas uma virada daquelas, emocionante, de campeão. De heptacampeão. Inquestionável, o Corinthians merece aplausos.

Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos
Corinthians, um merecido heptacampeão! O maior de todos nos pontos corridos

Fotos: Ale Cabral e Daniel Vorley/Agif