FUTEBOL

Cruzeiro frustra estreia de Cuca no Santos em dia de uso inédito e rápido do VAR

Author

Cuca chegou pensando grande no Santos, mas voltou à realidade que as metas são outras ao estrear da pior maneira no clube: com derrota diante do Cruzeiro, em plena Vila Belmiro, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, por 1 a 0. Destaque no jogo foi a estreia do VAR, até então um tabu no Brasil, que rapidamente negou pênalti de Romero em Gabriel.

A intenção de Cuca era mostrar um cartão de visitas positivo aos santistas. Apagar a imagem de fracasso da primeira passagem e iniciar essa volta com tudo. Porém, com um time limitado e sem confiança, o trabalho será complicado.

O Cruzeiro vinha de duas derrotas seguidas para Corinthians e São Paulo e também pressionado, o que deixava o duelo equilibrado. Dono da casa, o Santos até poderia ter uma sorte melhor, mas Fábio fez milagre em chute de Gabigol de dentro da área. O atacante ainda reclamou de um pênalti de Romero que o VAR definiu como lance normal, para seu desespero.

O jogador mineiro realmente coloca as mãos nas costas do santista para enpurrá-lo. Aparentemente, sem força suficiente para derrubá-lo, semelhante ao gol da Suíça diante do Brasil na Copa do Mundo, no qual Miranda teria sido deslocado. Vem polêmica por aí.

O Santos não marcou, o Cruzeiro aproveitou um contragolpe no fim e, com gol de Raniel, levou ótima vantagem para Belo Horizonte. Restaram as lamentações e a certeza que Cuca terá enorme trabalho na nova casa.

Cruzeiro frustra estreia de Cuca no Santos em dia de uso inédito e rápido do VAR