FUTEBOL

Egito está de volta após 28 anos e terá jogador mais velho da história das Copas

Author

O "rei da África" está de volta a uma Copa do Mundo após 28 anos. Com roteiro dramático, de tirar o fôlego de qualquer torcedor, o Egito se garantiu na competição da Rússia em 2018 com gol aos 50 minutos da segunda etapa. Será a aposentadoria dos sonhos para goleiro Essam El-Hadary, grande campeão com a seleção e que se tornará o mais velho a disputar um Mundial, com 44 anos.

Presente em quatro das sete conquistas da Copa Africana das Nações, El-Hadary sonhava com a classificação da seleção à Copa por um fim de carreira perfeito. Os companheiros abraçaram seu discurso e agora os egípcios já fazem as malas rumo à Rússia.

A vaga veio com uma rodada de antecedência graças ao segundo gol de Salah no jogo, este em cobrança de pênalti no último lance diante do Congo. Com vitória por 2 a 1, a seleção não pode mais ser alcançada e o povo egípcio invadiu as ruas do Cairo para comemorar. A multidão fez festa sem hora para terminar.

A última aparição do Egito numa Copa foi em 1990, na Itália. Foi eliminado na primeira fase após empates contra Holanda e Irlanda e derrota diante da Inglaterra. Agora espera surpreender. Estaremos na torcida por mais festas como essa:

Egito está de volta após 28 anos e terá jogador mais velho da história das Copas
Egito está de volta após 28 anos e terá jogador mais velho da história das Copas
Egito está de volta após 28 anos e terá jogador mais velho da história das Copas