FUTEBOL

Ele despontou como grande promessa. Aos 18 anos, é odiado pela própria torcida

Author

O goleiro Gianluigi Donnarumma despontou como grande promessa do Milan aos 17 anos. Assumiu a condição de titular e logo caiu nas graças do torcedor rossonero. Em alta, renovou contrato por quatro temporadas, mas a notícia de que seu empresário está tentando anular o acordo transformou o jovem camisa 99 em "inimigo" e vítima de ódio dos torcedores.

O goleiro entrou em litígio com o clube de Milão antes da temporada, acabou assinando a renovação, porém está tentando voltar atrás. O empresário de Donnarumma, Mino Raiola, acusa o clube de "pressão psicológica".

Os torcedores não gostaram nada da atitude do empresário do goleiro e antes do jogo contra o Hellas Verona cantaram, em coro, "Donnarumma pedaço de m..." Durante o jogo também xingaram demais o jovem goleiro.

Uma faixa na Curva Sul do estádio San Siro ainda revelou o sentimento dos rossoneros. "Violência moral é cobrar seis milhões ao ano e pagar o salário de um irmão parasita? Vá embora já, a paciência se acabou”.

Donnarumma chorou no fim daquela partida e teve de ser consolado pelos companheiros mais experientes. "Foi uma noite dura que eu não esperava. Nunca disse nem escrevi que sofri violência moral quando assinei contrato. Apesar de tudo, sigo em frente e a minha cabeça já pensa no próximo jogo... Força Milan", postou, se eximindo de culpa.

Os pais do jogador tentam romper com empresário para aliviar a pressão sobre o filho. Mas o futuro de Donnarumma deve ser mesmo longe de Milão. O PSG já demonstrou intenção em contratá-lo. Seria bom para todos os lados, pois ninguém merece trabalhar sob ofensas.

Ele despontou como grande promessa. Aos 18 anos, é odiado pela própria torcida