FUTEBOL

Espanha demite técnico que negociou às escondidas com Real e joga Copa em crise

Author

De favorita à incógnita. O anúncio do novo técnico do Real Madrid caiu como uma bomba na Espanha. Ao revelar acerto com o treinador da seleção, Julen Lopetegui, 48 horas antes da abertura da Copa do Mundo, o clube merengue acabou com a paz e o favoritismo e trouxe uma enorme crise na Fúria. Apontado como traidor, o técnico foi mandado embora e toda a preparação de dois anos volta à estaca zero.

Espanha demite técnico que negociou às escondidas com Real e joga Copa em crise

Julen Lopetegui negociou às escondidas com o Real Madrid, menos de um mês após renovar seu vínculo com a esquadra espanhola até 2020. O gesto irritou demais o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Luis Rubiales. Pela honra do país, o dirigente não teve dúvidas em "punir" o treinador.

Sentindo-se enganado após ampliar o vínculo com Lopetegui, Rubiales não achou nada justo mantê-lo na Copa após não ter sido informado sobre as tratativas do ex-goleiro com o clube de Madri. Polotico assumiu que a decisão foi difícil, apesar de os espanhóis revelarem que ele ficou extremamente bravo. Agiu por impulso sem mesmo decidir quem seria o substituto.

"Nos vimos obrigados a prescindir do técnico nacional. Nós lhe desejamos a maior das sortes. O que conseguir a seleção terá a ver com o trabalho que ele desenvolveu", disse Luis Rubiales, presidente da RFEF.

"A seleção é dos espanhóis e essa é uma decisão difícil de tomar. A negociação aconteceu sem a gente saber. Fomos comunicados da decisão apenas cinco minutos antes de uma nota oficial (do Real Madrid)", esbravejou Rubiales. "Nos vimos obrigados a prescindir do técnico nacional. Nós lhe desejamos a maior das sortes. O que consegur a seleção (na Rússia) terá a ver com o trabalho que ele desenvolveu."

O dirigente tenta evitar que a crise na seleção aumente ao adotar um discurso conciliador, quando na verdade sua vontade seria de falar "poucas e boas" para Lopetegui. Se ele prevê que um sucesso será graças ao trabalho iniciado em 2016, já vai colocando na conta do técnico o peso de um (bem) possível fracasso.

A Espanha estreia sexta-feira na Copa diante de Portugal. Era amplamente favorita e agora virou um enorme ponto de interrogação. Como os jogadores vão se portar sem o técnico? Sentirão a ausência na beirada do campo? Também vão se sentir traídos? Lopetegui pode ter jogado um título mundial no lixo, para desespero de uma nação.