FUTEBOL

Espanha escapa de derrota para Marrocos no fim, passa em 1° e encara a Rússia

Author

Num dia em que nada deu certo, sua defesa falhou acima do habitual e uma derrota parecia certa, um gol de Aspas com o auxílio do VAR, no finzinho, garantiu à Espanha não apenas o empate por 2 a 2 como a liderança da chave graças à também igualdade de Portugal. Com ataque mais positivo (6 gols diante de 5 dos portugueses) os espanhóis agora desafiaram a anfitriã Rússia nas oitavas de final, no domingo.

Foi um jogo pra ser esquecido pelos espanhóis. Se eles chegaram favoritos na Copa, devem repensar bastante após a apresentação diante de um bravo rival africano que entrou em campo eliminado, apenas para cumprir tabela.

E como encaram o time da casa nas oitavas, possivelmente com toda a torcida contra, é bom abrir os olhos ou a casa pode cair já nos primeiros mata-matas de quem já atuou por três vezes e não encantou.

O jogo contra os marroquinos começou com a Espanha visivelmente tensa e lançando-se de qualquer maneira para cima, sem um pouco de organização, sua marca registrada. Adiantada demais, acabou cedendo bons contragolpes puxados por Boutaïb.

Num deles, após erro dos indecisos Iniesta e Sérgio Ramos, o atacante marroquino avançou sozinho e tocou para tirar do goleiro De Gea e abrir o placar, logo com 13 minutos. Boutaïb ainda teve outras chances antes e desperdiçou. Se a  partida já era complicada...

Num raro lance de habilidade no primeiro tempo, porém, os espanhóis trabalharam a bola com carinho, Diego Costa escorou para Iniesta se redimir do erro no gol, ir ao fundo e servir Isco. O atacante do Real Madrid definiu a igualdade no marcador: 1 a 1 com 18 minutos. Era só colocar a cabeça no lugar. Mas...

Novamente foi Boutaïb quem apareceu. Ele recebeu um lançamento em cobrança de lateral e quase faz mais um. Saiu na cara de De Gea, que fechou bem o ângulo e defendeu com o corpo. Assustada, a Espanha preferiu tocar, tocar, tocar e levar o empate para o intervalo.

A segunda etapa foi parecida. Nada de sufoco espanhol em busca da virada apesar do amplo domínio do bola. O empate parecia satisfazer. Com a cabeça já nas oitavas, a Fúria viu En-Nesyri ganhar pelo alto de Piqué e anotar o segundo dos africanos, aos 36. Contudo, a letra de Aspas aos 45 mudaria o rumo do grupo. O bandeirinha ainda deu impedimento, mas o VAR confirmou a posição legal. Um 2 a 2 sofrido e que serve de lição: ninguém ganha jogo de véspera.

Espanha escapa de derrota para Marrocos no fim, passa em 1° e encara a Rússia
Espanha escapa de derrota para Marrocos no fim, passa em 1° e encara a Rússia
Espanha escapa de derrota para Marrocos no fim, passa em 1° e encara a Rússia
Espanha escapa de derrota para Marrocos no fim, passa em 1° e encara a Rússia