FUTEBOL

Grêmio precisa de prorrogação e "reserva de luxo" para ir à decisão do Mundial

Author

Foi duro, sofrido, na base da tradicional garra gaúcha, mas com merecimento. O Grêmio está na final do Mundial de Clubes em Abu Dhabi, no próximo sábado. O campeão da América precisou da prorrogação e do seu "reserva de luxo" para confirmar a vaga na finalíssima ao despachar os mexicanos do Pachuca por 1 a 0.

O atacante Éverton saiu do banco para anotar um belo gol, aos cinco minutos do primeiro tempo da prorrogação, e fazer a festa dos gremistas e também de todos os brasileiros que se vestem de azul, preto e branco neste Mundial.

O herói improvável não é titular, mas peça vital para os planos de Renato Gaúcho. A prova disso? Nenhum jogador do elenco tricolor entrou mais em campo do que Éverton na temporada. São 60 jogos disputados e o 12° gol anotado.

Para quem imaginava um jogo mais tranquilo do Grêmio, a tensão da estreia e o dedicado time mexicano tornaram a missão nada fácil. Foram poucas as chances de gol nos 90 minutos. Uma bola na trave de Luan de um lado e uma cabeçada que assustou Marcelo Grohe do outro e mais nada.

Veio, então, a prorrogação. E o desgaste físico pesou para os mexicanos, que já haviam disputado um duro jogo na competição. Com mais fôlego, o Grêmio sobrou nos 30 minutos adicionais, anotou com Éverton, desperdiçou outras chances, e agora tem a oportunidade de novamente ganhar o mundo, como fez em 1983. Parafraseando diversos clubes e torcedores: Eu acredito!

Grêmio precisa de prorrogação e "reserva de luxo" para ir à decisão do Mundial
Grêmio precisa de prorrogação e "reserva de luxo" para ir à decisão do Mundial
Grêmio precisa de prorrogação e "reserva de luxo" para ir à decisão do Mundial
Grêmio precisa de prorrogação e "reserva de luxo" para ir à decisão do Mundial

Fotos: Fifa.com