FUTEBOL

Ídolo mexicano detona treinador e cobra "saída imediata" da seleção

Author

Hugo Sánchez, considerado um dos maiores jogadores da história do México, não anda nada feliz com a seleção nacional, mesmo com a classificação garantida à Copa do Mundo. Contrário a treinadores estrangeiros dirigindo o país, ele não poupa críticas à Juan Carlos Osório e cobra a "saída imediata" do comandante colombiano.

O goleador Sánchez defendeu o México por 22 anos e ainda foi técnico da seleção entre 2006 e 2008. Fala, portanto, com conhecimento de causa. E sua bronca tem uma meta: evitar um vexame no Mundial de 2018 na Rússia.

Para ele, o time dirigido por Osório não tem padrão e os jogadores mais se parecem baratas tontas soltas num campo, sem saber o que fazer, justamente pela falta de orientação do ex-São Paulo.

"Estão perdendo tempo com essa comissão técnica. Se houver uma mudança daqui até o Mundial, será uma reviravolta que está fazendo falta. Se não acontecer, os jogadores seguirão atuando assim, parecendo frangos sem cabeças, que não sabem para onde correr", protestou, em entrevista à revista Esto.

"Hugol" não vê personalidade na equipe. Culpa o esquema implantado, mas acredita que há tempo para uma reviravolta. "Da para ter um estilo, mas com o atual técnico será impossível." Resta saber se será ouvido. Prestígio ele tem de sobra. O que acha?

Ídolo mexicano detona treinador e cobra "saída imediata" da seleção