FUTEBOL

Irmã escreve emocionante texto de apoio a Cristiano Ronaldo e o "põe" na França

Author

Cristiano Ronaldo nunca viveu uma fase tão difícil no Real Madrid como a atual. O time não ganha, ele parece brigado com as redes e a cobrança só aumenta. Desiludido e triste com o não cumprimento da promessa dos dirigentes de que os merengues "teriam um time forte", ele está bastante desanimado. Mas ganhou um ombro amigo de peso: sua irmã escreveu uma carta de apoio emocionante, inspiradora, e que o coloca festejando títulos... na França.

Ciente que o irmão precisava de palavras de incentivo, mesmo sendo um gênio da bola e eleito o melhor do planeta pela quinta vez, Kátia Aveiro usou suas redes sociais para mostrar todas as grandezas e superações do gajo.

Kátia só deixa escapar, nas tantas superações listadas ao longo da carreira, que os dirigentes do Real Madrid podem vê-lo comemorando com um troféu "no alto de uma torre Eiffel da vida". Estaria ela confirmando que o irmão pode mesmo ir parar no PSG em troca por Neymar?

O atacante português gostaria de voltar ao Manchester United, mas não descarta reforçar o PSG, curiosamente o rival do Real nas oitavas da Champions. Veja na íntegra a carta emocionante da irmã de Cristiano Ronaldo:

"ERA SÓ ISTO QUE TE QUERIA DIZER, CRISTIANO

Quando aos doze anos chegaste a Lisboa, carregado de lágrimas e de esperanças, eles disseram que eras só mais um miúdo madeirense. Em menos de cinco anos estava a jogar na equipe principal do Sporting.

Quando fizeste os primeiros jogos com os seniores, eles disseram que era só mais um habilidoso. Alguns meses depois assinaste pelo Manchester United.

Quando chegaste a Inglaterra, eles disseram que eras só uma promessa. Em seis temporadas, fizeste 118 gols.

Quando o Real Madrid te contratou, eles disseram que era só um nome para vender camisas. Desde 2009, já marcaste 422 gols em 418 jogos e já bateste praticamente todos os recordes que tinhas para bater no clube.

Quando em 2008 recebeste a primeira Bola de Ouro, eles disseram que ia ser só essa. Já ganhaste mais quatro.

Quando te tornaste capitão da seleção, eles disseram que eras só mais um capitão sem carisma, sem espírito de liderança. Em 2016 foste o primeiro português de sempre a levantar a Taça de Campeão Europeu de Selecções.

Agora, que não marcas como um extraterrestre há dois ou três jogos, eles dizem que és só mais um jogador em fim de carreira, quase acabado, a dar as últimas, na curva descendente. Não te preocupes. Quando sorrires com um troféu na mão no alto de uma Torre Eiffel desta vida, ou quando marcares mais um gol decisivo, ou quando bateres mais um recorde, vais tê-los lá a olhar-te, atentos. A aplaudir, claro. Coitados. É só o que lhes resta."

ERA SÓ ISTO QUE TE QUERIA DIZER, CRISTIANO Quando aos doze anos chegaste a Lisboa, carregado de lágrimas e de esperanças, eles disseram que eras só mais um miúdo madeirense. Em menos de cinco anos estavas a jogar na equipa principal do Sporting. Quando fizeste os primeiros jogos com os seniores, eles disseram que eras só mais um puto habilidoso. Alguns meses depois assinaste pelo Manchester United. Quando chegaste a Inglaterra, eles disseram que eras só uma promessa. Em seis épocas fizeste 118 golos. Quando o Real Madrid te contratou, eles disseram que eras só um nome para vender camisolas. Desde 2009 já marcaste 422 golos em 418 jogos e já bateste praticamente todos os recordes que tinhas para bater no clube. Quando em 2008 recebeste a primeira Bola de Ouro, eles disseram que ia ser só essa. Já ganhaste mais quatro. Quando te tornaste capitão da selecção, eles disseram que eras só mais um capitão sem carisma, sem espírito de liderança. Em 2016 foste o primeiro português de sempre a levantar a Taça de Campeão Europeu de Selecções. Agora, que não marcas como um extraterrestre há dois ou três jogos, eles dizem que és só mais um jogador em fim de carreira, quase acabado, a dar as últimas, na curva descendente. Não te preocupes. Quando sorrires com um troféu na mão no alto de uma Torre Eiffel desta vida, ou quando marcares mais um golo decisivo, ou quando bateres mais um recorde, vais tê-los lá a olhar-te, atentos. A aplaudir, claro. Coitados. É só o que lhes resta. Com estima e agradecimento, Pedro.. @pedrochagasfreitas #orgulho #aindatensnaisparafazer #coitadoselesnãosabemnada #calmaosfilhpsdedeussemprebrilham #deusnocomando🙏

A post shared by Katia Aveiro (@katiaaveirooficial) on

Irmã escreve emocionante texto de apoio a Cristiano Ronaldo e o "põe" na França