Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Collection A Bola Pune

A terceira rodada do Brasileirão mostrou que nosso futebol é diferenciado, competitivo e muito engraçado. Têm coisas que só acontecem aqui e você verá que não estou exagerando. A começar pelo líder Corinthians, dono da primeira posição graças aos... cartões amarelos.

Sim, o time apontado como quarta força paulista no começo do ano hoje pode se gabar de figurar no topo da elite nacional. O Corinthians, ao lado do Cruzeiro, são os dois únicos dois times com sete pontos (não está computado Chapecoense x Avaí). E a disciplina dos comandados de Fábio Carille faz a diferença. Os corintianos evitam ao máximo fazer faltas desleais e isso os colocou no topo ao final dos jogos de domingo. Empatado em vários critérios de desempate com os mineiros, o Timão está na ponta por ter levado apenas três amarelos, diante de seis do oponente.

Má pontaria42chute43

Vou de táxi Os jogos dos cariocas foram os mais 'diferentes' da rodada. Além da faixa contra o Flamengo, o clássico entre Vasco e Fluminense ficou marcado pela chegada diferenciada dos cruzmaltinos em São Januário. O ônibus da delegação quebrou e sete táxis serviram de condução para jogadores e comissão técnica. Eles chegaram ao estádio sem atrasos e no campo fizeram a festa da torcida com 3 a 2.

Gol de 'suspenso' O Botafogo, outro time do Rio a jogar, ganhou do Bahia por 1 a 0 graças a um gol do 'suspenso' Bruno Silva. O volante levou 3 jogos de gancho sexta-feira por chutar a bola no juiz diante do Grêmio. Atuou com efeito suspensivo e decidiu. Vitória da indisciplina.

Filho de técnico 'aprova' derrota na Vila Belmiro O Santos não teve Dorival Jr no jogo contra o Cruzeiro. Ele ficou nas tribunas, suspenso. Sem o comandante, sobrou para seu filho, Lucas Silvestre, a obrigação de dirigir o time pela primeira vez num Brasileirão. E ele 'estreou' na competição festejando uma derrota. Sim, o Santos levou 1 a 0 e seu treinador saiu de campo feliz com o que viu. Vai entender.

Bronca sem razão Após a derrota por 1 a 0 na Arena Fonte Nova para o Coritiba, o técnico Petkovic teve de enfrentar a ira da torcida, revoltada com a campanha péssima neste início de Série A - apenas um ponto somado. Os torcedores ainda bateram boca com o treinador, indignados com a substituição de Willian Farias. Petkovic explicou que o jogador pediu para sair dez minutos antes da troca, mesmo assim a torcida não aceitou suas justificativas.

Be the first to like it!

People also liked

Related stories
1.Ballerinas are pissed at Kendall Jenner wannabe
2.Don't miss this map of the Internet in 1973
3.Olympic Golf & Capybaras, now playing
4.Are you a risky drinker?
5.The Advantages of Being a Packrat
6.GOOP's sex toy is not for peasants
7.I: The seedy business of underaged girls and multimillionaire models
8.We Wear Their #Rank
9.Jim Jarmush
10.Millennials, marriage and money: It’s an ugly combo nowadays
500x500
500x500