FUTEBOL

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Author

A terceira rodada do Brasileirão mostrou que nosso futebol é diferenciado, competitivo e muito engraçado. Têm coisas que só acontecem aqui e você verá que não estou exagerando. A começar pelo líder Corinthians, dono da primeira posição graças aos... cartões amarelos.

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Sim, o time apontado como quarta força paulista no começo do ano hoje pode se gabar de figurar no topo da elite nacional. O Corinthians, ao lado do Cruzeiro, são os dois únicos dois times com sete pontos (não está computado Chapecoense x Avaí). E a disciplina dos comandados de Fábio Carille faz a diferença.

Os corintianos evitam ao máximo fazer faltas desleais e isso os colocou no topo ao final dos jogos de domingo. Empatado em vários critérios de desempate com os mineiros, o Timão está na ponta por ter levado apenas três amarelos, diante de seis do oponente.

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Má pontaria

Se o Corinthians está no topo, o Atlético-PR amarga a zona de rebaixamento. Tudo por causa das muitas chances de gols desperdiçadas. Ciente do pé torto do time, a torcida usou do bom humor para ajudar.

Setas e uma faixa escrita "chute" nas arquibancadas indicavam o local onde os jogadores deviam mandar a bola no jogo com o Flamengo. Mas apenas Thiago Heleno acertou o alvo. Talvez os jogadores também precisem de óculos. Fica a dica.

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Vou de táxi

Os jogos dos cariocas foram os mais 'diferentes' da rodada. Além da faixa contra o Flamengo, o clássico entre Vasco e Fluminense ficou marcado pela chegada diferenciada dos cruzmaltinos em São Januário.

O ônibus da delegação quebrou e sete táxis serviram de condução para jogadores e comissão técnica. Eles chegaram ao estádio sem atrasos e no campo fizeram a festa da torcida com 3 a 2.

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Gol de 'suspenso'

O Botafogo, outro time do Rio a jogar, ganhou do Bahia por 1 a 0 graças a um gol do 'suspenso' Bruno Silva. O volante levou 3 jogos de gancho sexta-feira por chutar a bola no juiz diante do Grêmio. Atuou com efeito suspensivo e decidiu. Vitória da indisciplina.

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Filho de técnico 'aprova' derrota na Vila Belmiro

O Santos não teve Dorival Jr no jogo contra o Cruzeiro. Ele ficou nas tribunas, suspenso. Sem o comandante, sobrou para seu filho, Lucas Silvestre, a obrigação de dirigir o time pela primeira vez num Brasileirão. E ele 'estreou' na competição festejando uma derrota. Sim, o Santos levou 1 a 0 e seu treinador saiu de campo feliz com o que viu. Vai entender.

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A

Bronca sem razão

Após a derrota por 1 a 0 na Arena Fonte Nova para o Coritiba, o técnico Petkovic teve de enfrentar a ira da torcida, revoltada com a campanha péssima neste início de Série A - apenas um ponto somado. Os torcedores ainda bateram boca com o treinador, indignados com a substituição de Willian Farias. Petkovic explicou que o jogador pediu para sair dez minutos antes da troca, mesmo assim a torcida não aceitou suas justificativas.

Líder no cartão, time no táxi, alvo para chutes, gol de 'suspenso'. É a Série A