FUTEBOL

Meia Douglas desiste da aposentadoria por causa de "tantos jogadores ruins"

Author

O experiente meia Douglas disputou parte do amistoso entre Grêmio e Corinthians no domingo e mostrou que ainda pode ajudar muito os gaúchos. Jogador diferenciado, raro no mercado, ele retorna após 18 meses de tratamento e duas cirurgias no joelho que o fizeram pensar em aposentadoria. Mas desistiu do adeus e surpreendeu ao revelar o motivo: a quantidade de jogador ruim no futebol brasileiro.

Sim, o armador de 36 anos não acha justo desistir do mundo da bola e ver uns "cabeças de bagre" atuando pelos clubes. Ele sabe que tem talento refinado carente em muitos jogadores que estão surgindo e fará um bem aos amantes da bola.

"Após a segunda cirurgia pensei na aposentadoria, mas foi algo muito breve. A vontade de jogar era maior e superei isso rapidamente", disse. "E ainda tem muito jogador ruim. Não tem porque eu parar agora", revelou, em tom de brincadeira que  é muito verdadeiro.

Apesar da declaração polêmica, temos de concordar com Douglas. E que suas palavras sirvam de lição para quem pensa que hoje em dia basta um enorme pulmão e força física para atropelar quem vem pela frente. O futebol, sobretudo o brasileiro, carece de gente com talento, habilidade, fino trato com a pelota. Deixamos a Copa do Mundo como alvo de chacotas e temos obrigação de responder em breve. De preferência com material humano de ótima qualidade, não é mesmo Douglas?

Meia Douglas desiste da aposentadoria por causa de "tantos jogadores ruins"