FUTEBOL

Ninguém mais respeita o São Paulo, time de um jogador só

Author

A situação do São Paulo só piora a cada rodada do Brasileirão. Melhor apenas que o lanterna Atlético-GO na classificação, o time que se auto-intitulou Soberano já não impõe respeito a mais ninguém e sofre por ser equipe de 'apenas' um jogador.

É triste a realidade do São Paulo, um hexacampeão nacional à deriva. Apenas Hernanes se salva nesse amontoado de jogadores perdidos e sem a mínima condição de honrar tamanha camisa.

Ninguém mais respeita o São Paulo, time de um jogador só

Afundado na penúltima colocação, são diversos pontos desperdiçados para os ameaçados. O São Paulo não consegue se impor diante de ninguém. O tropeço da vez veio diante da também ameaçada Ponte Preta, em pleno Morumbi. Após abrir 2 a 0 e sonhar em dormir fora da zona de rebaixamento, o time cedeu o empate e afundou ainda mais.

E não há luz no fim do túnel. O (s) goleiro (s) não inspira (m) segurança, laterais pouco apoiam, a defesa é vazada sempre. Jucilei caminha em campo, falta armador eficiente e até o goleador Pratto está em baixa, com jejum de bolas na rede. Para piorar, o clima anda pesado entre os jogadores.

Ninguém mais respeita o São Paulo, time de um jogador só
Ninguém mais respeita o São Paulo, time de um jogador só
Ninguém mais respeita o São Paulo, time de um jogador só

Rodrigo Caio cobrou mais ajuda de Cueva ao longo da semana e, após o empate frustrante, o irritado peruano pediu para os jornalistas "falarem" com o zagueiro.

O técnico Dorival Jr., e seu discurso sossegado, também não dá demonstração de mudanças. Infelizmente. Com tudo errado nas alamedas do Morumbi, o fantasma da queda assombra cada vez mais. Conseguirá o profeta Hernanes, autor de sete gols em sete jogos, salvar a nau tricolor? A água começa a subir rapidamente.