ESPORTES

Pego no doping por cocaína, herói do Mundial corintiano pode "ser aposentado"

Author

Ele é um dos melhores centroavantes em atividade no futebol brasileiro, mas pode encerrar sua carreira da pior forma possível. Suspenso preventivamente por 30 dias após ser flagrado no exame antidoping com metabólico da cocaína, o peruano Paolo Guerrero, autor do gol do título mundial do Corinthians em 2012, pode levar uma punição de quatro anos, que o faria se aposentar aos 33 anos.

Pego no doping por cocaína, herói do Mundial corintiano pode "ser aposentado"

(Jason Silva/Agif)

Dificilmente Guerrero voltaria aos gramados com 37 anos, após uma punição de quatro temporadas da Fifa. Mas ainda é muito cedo para garantir tamanha punição. E assim, o Flamengo (onde joga atualmente) e sua torcida esperam.

O peruano foi flagrado em exame antidoping aplicado após o empate entre sua seleção e a Argentina, no dia 5 de outubro. Ele tem cinco dias para apresentar sua defesa e exigir a contraprova.

A substância encontrada em sua urina foi a benzoilecgonina, presente apenas na folha do chá ou na cocaína, o que manda pelo ar a alegação de uso de medicação. Com a punição de 30 dias ele perde as semifinais da Copa Sul-Americana, seis dos sete jogos do Flamengo no Brasileirão e a repescagem com a Nova Zelândia por vaga à Copa.

O Flamengo emitiu nota em defesa do jogador, confiando em sua inocência e aguarda nova notificação da Fifa. "Paolo Guerrero sempre teve conduta profissional exemplar no Flamengo e esperamos que toda a questão seja esclarecida o mais rápido possível."

Para o bem do futebol, espera-se que tudo não passe de um mal entendido. Ou daremos adeus precocemente a um goleador.

Pego no doping por cocaína, herói do Mundial corintiano pode "ser aposentado"