FUTEBOL

Real pega Bayern, seu maior algoz... e freguês em mata-matas da Champions

Author

Não havia como o Real Madrid escolher adversário nas semifinais da Champions League. Todos chegaram muito bem à fase, o Bayern de Munique confirmando o favoritismo e Roma e Liverpool com grandes e históricos triunfos. Mas quis o destino que no sorteio o confronto com os alemães, o maior da história da competição, fosse definido mais uma vez. Será o 12°. Se perguntasse aos espanhóis, certamente eles não gostariam de enfrentar o clube bávaro, seu maior algoz em mata-matas, e também o grande freguês.

Real pega Bayern, seu maior algoz... e freguês em mata-matas da Champions

Nenhum time na história da Taça dos Campeões da Europa/UEFA Champions League fez tanto estrago para o maior campeão da competição, com 12 "orelhudas", quanto o Bayern de Munique. O Real amargou eliminação diante dos bávaros CINCO vezes. É aquele rival que mais complica a vida para o time de Cristiano Ronaldo.

Acredito que quem passar no confronto erguerá a taça no dia 26 de maio, em Kiev. Mesmo não podendo desprezar Liverpool e Roma, sobretudo pelo apresentado nas quartas de final, e rivais do outro lado da chave. Mas em jogo único, em campo neutro, a história muda.

Real pega Bayern, seu maior algoz... e freguês em mata-matas da Champions

Ao menos o sorteio beneficiou o Real de definir no Santiago Bernabéu, onde é muito forte, apesar do revés de 3 a 1 para a Juventus. Outra coisa: se os bávaros são os maiores algozes do atual campeão, eles também costumam se dar mal no duelo.

Vendo pelo outro lado da história, os merengues já bateram os alemães em outros seis mata-matas. Os grandes rivais ainda se enfrentaram em dois jogos numa fase de classificação. Portanto, será o 12° duelo em mata-matas entre as equipes.

Ano passado as equipes também se encararam num confronto eliminatório. Com jogador expulso nas duas partidas, os alemães amargaram a eliminação com duas derrotas nas quartas. Agora, sob a batuta de Jupp Heynckes, prometem se vingar. O treinador definiu o duelo como "gigantesco" e se disse preparado.

Será o encontro entre o artilheiro Cristiano Ronaldo e o goleador Robert Lewandowski, na mira dos merengues e que costuma se dar bem contra os espanhóis. Quem não se lembra dos quatro gols marcados num jogo ainda pelo Dortmund em goleada de 2013?

O que anima os espanhóis são as cinco vitória seguidas diante dos alemães. Na história da Champions, equilíbrio, com 11 triunfos para cada e dois empates. Quem leva dessa vez?