FUTEBOL

Romero garante alívio ao Corinthians, mas o forte assédio europeu preocupa

Author

A situação é bem engraçada: cada gol que Romero faz pelo Corinthians tranquiliza a situação do time na tabela de classificação do Brasileirão e, ao mesmo tempo, aumenta o pavor da torcida com a possibilidade de o artilheiro da Arena de Itaquera sair com o forte assédio europeu. Ele garantiu os 2 a 0 diante do Cruzeiro, chegou aos 26 na casa corintiana, e certamente aumentará ainda mais o interesse do inglês West Ham.

Romero não é craque, mas seu estilo aguerrido de luta, entrega durante os 90 minutos, o tornaram muito valorizado e o colocaram na vitrine. Os ingleses já vieram e pagaram a multa rescisória do zagueiro Balbuena e podem fazer o mesmo com o atacante. Toda vez ele tem de explicar que não sabe seu futuro e, que se as propostas oficiais chegarem, vai ter de conversas com os dirigentes.

O atacante está muito bem no clube paulista é bem verdade. Carrega idolatria dos corintianos e se tornou um dos mais queridos do Corinthians. Mas é a tal "independência financeira"? Ir para a Europa é o sonho de todo sul-americano, mesmo que muitos acabem retornando rapidamente. Romero quer estudar com carinho a possibilidade.

E, se não se interessar pela Inglaterra, ainda pode parar na Itália. Bologna e Sampdoria monitoram o paraguaio. A equipe de Bérgamo o queria já em dezembro e estuda voltar a procurá-lo. Que os dirigentes do Timão desta vez briguem de verdade para segurar um bom jogador. O que não fizeram com Rodriguinho. Ou a casa pode cair de vez.

Romero garante alívio ao Corinthians, mas o forte assédio europeu preocupa