FUTEBOL

São-paulinos desistem de Dorival Júnior e querem 'ressuscitar' Luxemburgo

Author

Vanderlei Luxemburgo surgiu como um revolucionário no futebol brasileiro. Juntou títulos aos montes, na mesma proporção de polêmicas. Porém, parou no tempo e estava "esquecido" desde a demissão no Sport, ainda em 2017. Quando ele já não imaginava mais achar um clube no país, a torcida uniformizada são-paulina resolve "ressuscitar" seu nome e pede sua contratação.

Cansado da morosidade de Dorival Júnior, os são-paulinos da Independente foram ao CT do clube cobrar providências da diretoria após novo tropeço. E questionam: como pode um gigante nacional somar mais derrotas (quatro) do que outro resultado num Estadual onde "mandam" os grandes?

A direção cobrou o treinador, mas "fechou" com ele. Aquele famoso prestígio que dura até novo tropeço. Dirigentes sabem não ser coisa boa peitar a arquibancada. Mas... Qual seria a saída com a torcida exigindo a chegada de "Luxemburgo", persona non grata de Raí, homem forte do futebol tricolor?

O "pofexô" é visto como a salvação para o adormecido São Paulo voltar a ser grande. São 10 anos sem conquistas importantes e, em suas mãos, acreditam os uniformizados, o time voltará a ser temido. Porém, o técnico não desperta interesse da cúpula tricolor, numa enorme encruzilhada.

Vale arriscar ao bancar um técnico que não emplaca? Investir num treinador ultrapassado, só com trabalhos incompletos e ruins nos últimos anos, não seria um tiro no pé?

Luxemburgo sempre sonhou dirigir o São Paulo, único dos grandes paulistas ausente no seu currículo. Muitos cardeais tricolores, por anos, também sonharam com sua chegada. Num momento de desespero, esse flerte pode se transformar em casamento. Sem perspectiva de lua de mel e com provável curto tempo de duração. Com outros bons nomes no mercado, não arriscaria. E você?

São-paulinos desistem de Dorival Júnior e querem 'ressuscitar' Luxemburgo
São-paulinos desistem de Dorival Júnior e querem 'ressuscitar' Luxemburgo

Fotos: Divulgação