FUTEBOL

Sensação Fortaleza quer provar que não é cavalo paraguaio após derrotas

Author

O Fortaleza ainda lidera a Série B, com 29 pontos, mas a preocupação já ronda seu torcedor. O time que começou de forma arrasadora a competição, ganhando sete de seus primeiros oito jogos, está em enorme queda livre e já há quem tema que os comandados de Rogério Ceni se torne o maior "cavalo paraguaio" da temporada.

Motivo de temor dos tricolores se justifica. Em oito jogo, foram 22 pontos. Nos últimos sete, apenas 7. A invencibilidade não apenas se foi como o time "se acostumou" a perder. São quatro derrotas, duas seguidas, e o time já começa a ser alvo de chacotas dos rivais.

O torcedor preocupado até prevê a perda na liderança na próxima rodada - o CSA tem um ponto a menos e ambos se enfrentam em Maceió. Outros, mais pessimistas, já falam em virada do turno fora do G-4. O desespero cresceu após as duas derrotas em casa, para Oeste e Atlético-GO, com revés para a Ponte Preta entre eles.

A fase ruim coincide com o jejum de gols de Gustagol. O goleador do time não marcou um gol sequer nesses últimos sete jogos de crise. Perdeu, inclusive, a artilharia para Lucão, do Goiás.

O Leão da Pici quer mostrar que o momento turbulento é a queda natural de quem arranca e acumula gordura e espera retomar o caminho das vitória e a confiança do torcedor rapidamente. Conseguirá?

Sensação Fortaleza quer provar que não é cavalo paraguaio após derrotas
Sensação Fortaleza quer provar que não é cavalo paraguaio após derrotas