FUTEBOL

Vários goleiros brilharam na Copa e Liverpool investe em Alisson, que nada fez

Author

Era óbvio que o Liverpool buscaria um novo camisa 1 após as falhas de Karius na decisão da Champions League. Queria um nome de seleção e tinha muitas boas opções após Copa do Mundo brilhante dos goleiros. Curiosamente, os ingleses resolveram transformar o brasileiro Alisson, que nada fez na Rússia, no mais caro da história ao tirá-lo da Roma.

O reserva da seleção brasileira Ederson já havia saído do Benfica para o Manchester City por uma bagatela. Agora os ingleses desembolsam impressionantes R$ 335 milhões por Alisson, que assinará contrato de cinco temporadas.

Não se discute a qualidade de Alisson, revelado no Internacional de Porto Alegre e com belos serviços prestados à Roma. Mas a alta quantia parece exagerada. Muitos goleiros se destacaram na Rússia e poderiam ser contratados por menos. O quarteto das semifinais, por exemplo, brilharam: o belga Courtois, o inglês Pickford, o francês Lloris e o croata Subasic. Destaque também para o dinamarquês Schmeichel, que pegou muito.

Portanto, o brasileiro nem vestiu a camisa dos Reds ainda e já está sob pressão. Carregará com ele esse rótulo de goleiro mais caro da história. E Alisson supera, curiosamente, o maior goleiro dia últimos anos. Em 2001, a Juventus pagou 54 milhões de euros (R$ 242 milhões) para acertar com o italiano Buffon, hoje no francês PSG.

Óbvio que a seleção brasileira tinha defesa bem forte na Copa e a bola quase não chegava em Alisson. Acontece que quando foi, ele não fez a diferença. Clube é diferente e vamos esperar a bola rolar para vê-lo brilhar no Liverpool. Assim esperam o clube, a torcida e também os brasileiros.

Vários goleiros brilharam na Copa e Liverpool investe em Alisson, que nada fez