MULHERES

Especialista em maternidade #sqn

Author

Quando a gente tem o primeiro filho somos arrebatados por uma série de dúvidas. Da quantidade que a criança está mamando no peito (tempo, pega, lado etc) a quanto ela está dormindo, tipos de choros, quantidade de roupa, se fica no colo ou no berço, se dorme junto ou separado. UFA! Achei que a vida era menos complicada.

Especialista em maternidade #sqn

Claro que nesse momento de dúvidas sem fim chovem palpites. As palpiteiras de plantão vão da melhor amiga, passando pela vizinha e, claro, avós e irmãs/cunhadas.

Todas, sem exceção, tendo filhos ou não, são especialistas em maternidade.

E olha que eu nem vou entrar aqui no mérito das escolhas mais polêmicas que a maternidade traz, só estou dizendo que chovem especialistas, com a dica certa para o seu dia-a-dia.

Especialista em que?

Eu passei pela fase de ter mil dúvidas: a gente não quer errar né? Eu sou daquelas que odeia ser questionada por ter feito X e não Y. É tão óbvio que se fiz de um jeito foi porque eu escolhi ou foi a única ideia que me ocorreu... hahahah Mas sempre tem alguém para cutucar a ferida.

Mas agora, ao longo dos meus quase 9 anos de maternidade outdoor (ou seja, sem contar a gestação da Isa – porque na gestação a gente só tem certezas! Pelo menos no primeiro filho), posso dizer que não sou especialista em maternidade.

Claro que rolam alguns conselhos ou palpites da minha parte com as mamães novatas mas, se a gente for pensar, nem mesmo os pediatras são especialistas em maternidade. Eles são especialistas em reconhecer padrões em crianças e, se a criança não atende o padrão, liga o alerta.

A minha especialidade

A gente precisa de muito olho no olho, conversa, sexto sentido e conexão para ser especialista NA maternidade dos próprios filhos.

Falo isso sem medo de errar pois todos os dias os meus filhos me surpreendem com novidades sobre si mesmos. Eu espero uma reação e vem outra, eu penso que farão de um jeito e não fazem e assim por diante.

Todos os dias aprendo com meus filhos. Aprendo sobre ser mãe, sobre ser filha, sobre ser amiga e sobre como essas crianças estão crescendo.

Hoje eu tenho certeza que não existe essa especialidade, existe apenas APRENDIZADO.