ENTRETENIMENTO

O valor da experiência

Author

A gente vive numa época tão maluca que as agendas são lotadas inclusive aos finais de semana. Parece que se não tiver um evento encadeado no outro sua vida é assim, meio sem graça.

Uma amiga me disse esses dias: "eu gosto de sair sim, mas um compromisso só porque senão a gente nem curte".

Acho interessante esse olhar low dela mas confesso que, quando a agenda está vazia eu até estranho e me perco entre tudo o que posso fazer! Eu adoro ficar em casa, mas também adoro ir pra rua, encontrar amigos e viver boas experiências.

O valor da experiência

Só que o que eu entendo por passeio ou experiência pode ser diferente do que os outros entendem! Para mim, nem todo passeio precisa ser um acontecimento consumista. Explico: da roupa que se usa ao que voltou em mãos na sacolinha... se não tiver TUDO pode parecer que não valeu a pena.

Tem coisa melhor do que sair por sair? Bater perna, conversar, ficar horas sentada na mesinha do café só falando amenidades. Para mim isso já é um evento e tanto! Essa experiência tem valor incrível para mim. Poder estar com amigas, matar as saudades, sentir aquele momento.

Não preciso voltar pra casa com uma sacolinha de compras. O passeio em si já vale. E quando mostramos que isso não vale, as crianças miram em nós e também se frustram.

A lanchonete pode ser sem brinquedo, o parque temático pode ser sem lembrancinha, a ida ao shopping pode ser sem sacolinha cheia na volta.

Quando a experiência vale por ela, esses acessórios são dispensáveis. A gente pode ficar imerso na vivência, na conversa e ela vale por si. As lembranças ficarão guardadas no coração, na memória.

Tem maior valor do que isso?