OUTROS

4 conselhos que o Dollynho daria para o dono da empresa

Author

4 conselhos que o Dollynho daria para o dono da empresa

O dono da Dolly, o empresário Laerte Codonho, foi preso por fraude fiscal. O valor envolvido seria de R$ 4 bilhões de reais. Codonho foi condenado a 6 anos e 7 meses de prisão e precisará pagar uma multa gordinha. Maaaas será que isso teria acontecido se o simpático Dollynho tivesse dado conselhos para o seu presida? A gente consegue imaginar pelo menos quatro dicas básicas que ele daria para o empresário. Quer ver?

1. Não demitir funcionários para recontratá-los por outra empresa

Pois é, isso constitui fraude ao INSS e foi exatamente o que Laerte Codonho fez. Ele criou uma empresa prestadora de serviços, aí demitiu os funcionários da Dolly e os recontratou por essa outra empresa. Não pode, não, chefia.

2. Pague as contribuições da previdência

Parece básico, mas, de acordo com o Ministério Público, Dolly pagou menos contribuições previdenciárias e sociais do que deveria entre de 1999 a 2001. Isso também foi feito por da criação da tal prestadora de serviços.

3. Sempre dê notas fiscais

Vendeu alguma coisa, registre e passe recibo. Mas o juiz federal Márcio Martins de Oliveira, responsável pela sentença que condenou Codonho, considerou que a dona da Dolly simulou contratos, deixou de emitir notas fiscais, folhas de pagamento e recibos de prestação de serviço.

4. Tome Muito Líquido

O que isso tem a ver com a prisão do empresário? Ele vai precisar se hidratar na cadeia pra ganhar joinha do Dollynho, né?